4 de janeiro de 2011

Desaparecida, menina CICERA; desaparecido menino ELSON‏

A Rede de Tv Record (aqui em Açailândia a Tv Tropical, canal 11) está apresentando esta semana uma série sobre “Desaparecidos”.
O desaparecimento de uma pessoa é um acontecimento traumático, que impacta brutalmente a vida de uma família e uma comunidade.
Inda mais se a pessoa desaparecida é uma criança, ou adolescente. É um martírio, inenarrável, sobretudo para os pais, uma morte em vida.
A morte pelo menos consola, o tempo ameniza e supera, mas um desaparecimento deixa tudo em suspenso, a angústia e o desespero de se buscar respostas “Por que? Como? Onde? Com quem?...”.
Já se disse que a maior dor que o ser humano pode suportar é o de uma mãe que perde um filho, mas digo que a maior dor humana é a de uma mãe que tem um/a filho/a no limbo do desaparecimento.
Em Açailândia, duas famílias vivem essa agonia, este calvário, esta dor que não tem nome, com crianças desaparecidas: CICERA, da área da “erosão” Bairro Laranjeira, desde 06/02/2008, prestes, pois a completar três anos, e ELSON, menino do Assentamento Planalto I, desaparecido (com suspeita de assassinato) desde 14/12/2009.
As famílias, vizinhos, comunidades, tem corrido atrás como nunca, praticamente interromperam suas vidas pela busca das crianças, ambas pessoas com deficiências.
As autoridades (polícias, etc) é que não tem feito sua parte, e contam os casos apenas como fria estatística.

Fonte: Eduardo Hirata
--- ---