COMPRE DIRETO DA CHINA SEM INTERMEDIARIO

9 de fevereiro de 2011

Corpo é encontrado enterrado no chão da cozinha

Corpo é encontrado enterrado no chão da cozinha (Foto: Luciano Pinto)

                                                       

"Eu tenho certeza de que ele foi enterrado aqui”. Esta foi a última frase de uma testemunha que foi a peça fundamental para fazer a polícia chegar ao corpo de um homem identificado apenas como “Baixinho”, encontrado na manhã de ontem, enterrado dentro de uma casa na Rua Da Paz, comunidade Almir Gabriel, antigo “Che Guevara”, em Marituba.
As equipes do delegado Éder Mauro, titular da Divisão de Repressão a Furtos e Roubos, e do tenente coronel Neil Duarte, da ROTAM, chegaram ao local por volta das 10 horas da manhã e encontraram na residência um casal de idosos que lá reside há um ano. Maria e Luiz Aguiar compraram a casa por R$ 7.500 e contaram para a polícia que já ouviram vários boatos no bairro de que na casa deles estava escondido um corpo, mas nunca denunciaram a polícia por não acreditarem na conversa.
O delegado Éder Mauro descobriu que a casa dos idosos era a base de encontro de um grupo de assaltantes que aterrorizavam a Região Metropolitana de Belém, do qual pertencia “Baixinho”. Entretanto, ele teria sido morto pelos companheiros de crime, após um desentendimentos na hora de uma partilha de roubo, e enterrado por eles na cozinha da casa.
Em um buraco de um pouco mais de 1,5m, dois homens cavaram a cova e encontraram o corpo de “Baixinho”. De acordo com o informante, ele fora morto há quase dois anos e por isso o corpo já estava em avançado estado de decomposição. As primeiras partes a apareceram foram o osso do braço e várias costelas. Em seguida, envolto em uma rede e coberto por várias peças de roupas e tênis, o tronco foi encontrado. “Está aqui. Encontramos o corpo”, dizia um dos homens.
Logo, o ambiente foi tomado pelo mau cheiro. Os proprietários da casa ficaram assustados. “Meu Deus. Eu nunca imaginei uma coisa dessas”, disse seu Luiz atônito diante de um crime bárbaro. “Conseguimos confirmar o que os próprios moradores daqui já sabiam. Encontramos o corpo e por isso daremos prosseguimento nas investigações afim de que encontremos os verdadeiros autores da morte do “Baixinho”. Acreditamos que ele tenha sido morto pelos comparsas que já estão presos”, esclarece o delegado Éder Mauro. Leia mais no Diário do Pará. 
--- ---

COMPRE DIRETO DA CHINA SEM INTERMEDIARIO