O distrito industrial do Pequiá sofre com a inconpetencia dos administradores!

Por Nilton Sumiu

Açailandia – Os funcionários do pólo siderúrgico de Açailandia tem todo direito de brigar por melhores condições de trabalho e por melhores salários.

Mas também temos que ser querente, e não colocar toda culpa da pessima qualidade de vida da qual passa os moradores do distrito do pequiá apenas nas empresas que ali estão instaladas.

Pois todos os administradores que já passaram pela prefeitura de Açailandia não fizeram o seu  verdadeiro papel com o distrito do pequia! Que na verdade e a mola mestre da cidade de Açailandia.

Sem o pólo siderúrgico do pequiá, a cidade de Açailandia estaria fadada ao fracasso! E seria apenas uma típica cidadezinha do interior do estado, como tantas outras.

Algumas pessoas ver o pólo siderúrgico como um grande mal, quando na verdade, muitas cidades da região, gostaria de estar na posição de Açailandia, E poder ter as mesmas empresas que temos aqui.

Pois passado o ciclo da madeira, onde muitas empresas sugaram toda riqueza da cidade, e depois de toda destruição, resolveram ir embora, desfrutar de todos os recursos obtidos na terra do "João Mariquinha" em outros estados do Brasil.

Pra citar alguns exemplos, temos a CIKEL, que nasceu em Açailandia, e hoje e uma empresa multinacional! Mas em nada contribuiu para ajudar no desenvolvimento da cidade. Pois depois de sugar o que pode, resolveram cair fora da cidade, e desfrutar dos recursos obtidos aqui na terra, no estado do Paraná.

O grupo Galleti e outra empresa que entra na lista de sugadores das riquezas de Açailandia! Pois depois que a fonte secou, foram embora da cidade, o que ficou foi apenas ruínas dos antigos galpões das indústrias, que hoje serve apenas para sugar dinheiro publico, através dos alugueis dos imóveis que ate hoje ninguém sabe o valor.

Por ultimo, ate a única empresa de ônibus do grupo Galleti que existia na cidade foi vendida, que era a TCA: transporte coletivo Açailandia.

Depois de tudo isso, o que restou foi o pólo siderúrgico do distrito industrial do pequiá, que aos troncos e barrancos, gera riqueza, empregos, e desenvolvimento regional.

Mas as empresas têm que fazer o seu papel social! Mas também os administradores da cidade também têm que fazer sua parte! Não e brincadeira! Entra prefeito, sai prefeito, e o tratamento com o povo do pequiá, não passa de promessas mirabolantes, e trabalho serio que e bom nada.

Pois a mola mestre de Açailandia, e carente de tudo! desde moradias digna para o povo, a falta de água potável, falta de assistência a saúde publica, segurança, e acima de tudo dignidade para o povo de mãos calejadas pelo trabalho.

Açailandia deve uma conta muito grande com o pequiá! Pois sem aquele distrito nossa cidade praticamente não existiria.