O Auto Preço da Devastação da Natureza Em Açailândia


Açailândia - Com o fim do ciclo da madeira, onde a cidade de Açailândia viveu os tempos áureos de sua historia, o então povoado do município de Imperatriz se transformou em um dos municípios mais importante do estado do Maranhão economicamente falando.

Mais um desenvolvimento descontrolado custa muito caro! Pois nas décadas de (70) e (80) ninguém se preocupava com o desenvolvimento sustentável! O interesse do homem era apenas destruir tudo pela frente, que a  natureza levou milhares de anos para criar.

Quem não se lembra das grandes empresas que aqui foram instaladas?, tais como o grupo Galetti a Cikel e muitas outras, que sugaram o que puderam da natureza!  Não fizeram sua parte quanto a recompor o que foi destruído, depois que comeram o “Filé”,  foram embora da cidade, deixando para trás apenas lembranças que não volta nunca mais.

Se fosse hoje, onde as autoridades criaram leis especificas para ajudar diminuir e controlar os impactos ambientais, talvez vivêssemos em um mundo bem melhor! Pois quando se destrói a natureza, todos sofremos direto e indiretamente com os impactos ambientais descontrolados.

Somos sabedores que muito ainda precisa ser feito! Mais se todos fizéssemos a nossa parte muita coisa ainda pode ser mudada. Mais para isso, não é se investindo em plantações de eucaliptos, ou destruindo a natureza para se plantar “capim” que se compõe a fauna e a flora! Pois eucalipto só serve apenas como matéria prima para carvão vegetal e celulose.


Para se recompor a natureza precisamos devolver a mesma, as mesmas espécies que foram retiradas do seu interior! E respeitar todas as normas que rege a fauna e a flora, por que se nada for feito, dentro de pouco tempo vamos fazer a seguinte pergunta, onde vamos viver?
Tecnologia do Blogger.