Sanatório Geral: Sarney e a voz do Satanás




“Assim como Cristo foi tentado pelo diabo, quando lhe ofereceu todas as benesses da terra, um dia também eu fui tentado. Tentado a fazer uma fogueira, tão grande eram as injustiças e tão grandes eram as dificuldades, que eu disse: ‘Vou fazer a maior fogueira do Maranhão’. Colocar todos os documentos, todas as obras de arte, tudo aquilo que eu tenho e vou tocar fogo”.
“Mas aí eu ouvi uma voz dizendo: ‘Mas eu não te entreguei, José, à tua mão cheia de estrelas e tanta vida, para que agora tu fracasses e faça uma coisa dessas’. E me disse: ‘Te dei tudo e te peço também poucas coisas. Uma delas: perdoai os seus inimigos’. E a partir daquele momento eu pensei, ‘que loucura eu estou fazendo nesta tentação do demônio’”

JOSÉ SARNEY mostrando sintomas de esquizofrenia ao revelar que, depois de ser perseguido pelo bom senso e pela razão, pensou em fazer a maior fogueira santa do Maranhão e queimar todo o acervo da Fundação José Sarney. Ele só não fez este favor ao contribuinte maranhense porque foi persuadido pela voz de Satanás. Que voz diabólica! 

Tecnologia do Blogger.