A Verdade Por Trás das Reivindicações do MST a Mineradora VALE!

Por Nilton Sumiu
Açailândia - A mineradora VALE, teve as obras de duplicação da ferrovia de Carajás paralisadas nas proximidades do município de Açailândia-MA, Motivo! Manifestantes ligados ao MST, Movimento dos "Trabalhadores" Rurais sem Terra, cobram da gigante da mineração, melhorias para as comunidades que vivem ao longo a ferrovia.

A pergunta é a seguinte: será mesmo que o MST tem idoneidade moral para reivindicar alguma coisa? Pois temos observado que nos últimos tempos, o MST perdeu sua identidade de luta!  E tem através das suas ações, se tornado mais em uma organização criminosa, do que em um movimento popular.

O MST se aproveita da fragilidade e da inoperância dos governos, e como arma de luta, usam a violência, a invasão de propriedades, a pressão psicológica, seqüestro, e se aproveitam da situação de pobreza extrema com que vivem as pessoas no campo, e usando as mesmas, como um brinquedinho.

A pobreza e a miséria que tanto é reivindicada ao longo da estrada de ferro de Carajás, não é culpa só da mineradora! E sim dos governos que ao longo do tempo jamais investiu em melhorias para esse povo tão massacrado.

 Você já imaginou, se mesmo com a atuação da empresa na região, ainda tem gente reclamando, imagine os senhores se não existisse a VALE e o projeto Carajás?  Como seria a situação hoje.

Para se ter uma idéia de como é feita as ações do MST, eles invadem as propriedades, muitas delas até produtivas, em muitos casos, agem em acordos com  os próprios proprietários das terras, que atolados em dividas com os bancos, combina com as lideranças do movimento para que os mesmo façam a invasão, e com isso pressiona o governo a fazer a reforma agrária.

Quanto aos   assentamentos rurais criados pelo governo através da pressão do MST, se você visitar os mesmos agora, vai descobrir que cerca de 90% das pessoas que foram beneficiadas já não são mais donos dos lotes! Pois sem incentivos financeiros, jogados a própria sorte, são obrigados a vender seus lotes, para quem tem condições de produzir.

Depois que os mesmos vendem seus lotes, vão a buscas de novas áreas para ser invadidas através das lideranças do MST, e com isso vai se criando a indústria da reforma agrária, que na pratica,  pouco beneficia os trabalhadores.

Um comentário:

  1. Muito bem lembrado este assunto.Aqui em Açailandia,não só o mst,bem como o sindicato de trabalhadores rurais,fazem esta anarquia`.É notoria a presença das farc aqui no municipio de açailandia,com todos os trabalhos que a mesma exerce lá na Colombia.
    O grande culpado de tudo isto ,e o Incra que não quer fazer e nem sabe fazer a reforma agraria.Nos assentamentos e acampamentos 90% das pessoas ,são pessimos cidadaõs,despreparados,desqualificados,sem nenhuma aptidão,para qualquer serviço.Tem uma grande parte destas pessoas que estão se escondendo da policia e da justiça,por crimes e contravenções feitos em outros lugares.O mst e o sindicato,gostam deste movimento,para extorquir dinheiro destesanalfabetos,despreparados,e se manterem as custas de alguns miseraveis.
    Nos assentamentos nada é produzido,nem mesmo para a sua subsistencia.É ver para conferir.
    A produção de maconha ,talvez seja a unica cultura viavel nestes lugares.O Incra sabe de tudo,porem fecha os olhos ,pois os desvios e corrupç~oes são feitos pela maioria dos funcionaros do Incra,e que dividem com os diretores do s sindicatos e mst.Lembremos dos Raimundo Monteiro,Benedito Terceiroe outros acusados pelo MPF e presos pela PF.
    O Incra no maranhão,desviou nos ultimos 10 anos ,somente na superintendencia deste estado mais de 1 bilhão de reais.Todo mundo sabe ,e os furtos continuam.
    Os grileiros de terras publicas ,se aliam como Incra,Iterma,Mst e sindicatos,paralesarem a união.Para se ter uma ideia,aprox 70 % das terras das siderurgicas do Pequiá,tem origem fraudada,via a grilagem de terras da união.O prefeito se aliou ao Pt ,para proteger suas fazendas e deseus parentes,tentando protege-las destes movimentos pró reforma agraria.
    Enquanto isto ,o resto de mata nativa,que ainda existe no estado,é transformada em carvão de origem criminosa

    Agora a Vale é chamada a fazer mais crimes ambientais,para esta corja de malfeitores,que querem impedir a obra na estrada de ferro.Com certeza, ela será chamada à responsabilidade,por crimes ambientais que cometer.

    ResponderExcluir

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.