UMA TERRA SEM LEI, NO PAIS DO FAZ DE CONTA!


Por Nilton Sumiu
Açailândia - O suposto caso de estupro, envolvendo uma garota de apenas 14 anos de idade e um empresário da cidade de Açailândia, só vem reforçar a tese de que alguma coisa precisa ser feita e com urgência, pelas autoridades constituídas, assim como o conselho tutelar.
Nesse aspecto, infelizmente nossa cidade parece uma terra sem LEI! Pois é comum agente ver em vários locais, crianças consumindo bebidas alcoólicas, drogas, circulando pelas ruas de madrugada e sozinhas, sem documentos, participando de festas de adultos, em jogatinas, e tudo de ruim que vai de encontro com a criminalidade.
Se você perguntar, os pais têm culpa?  Eu diria que nem tanto! Pois boa parte da culpa vem da própria justiça, que pune severamente aqueles que ousem castigar ou disciplinar seus filhos, a própria justiça Brasileira ajuda a marginalizar os adolescentes! Dando poderes aos mesmos para poderem cometer livremente crimes sem serem punidos, e muitos foram da LEI, usam os poderes das crianças em nome da criminalidade.
Se você me perguntar se os conselhos tutelares, os direitos humanos ajudam em alguma coisa?  Eu diria que não! A meu ver, essas instituições só agem de acordo com a conveniência de cada um, se o caso for de grande repercussão eles entram em campo! Pois a cada minuto, a cada segundo, algum ato contra a vida e a infância acontece nesse Brasil afora! E pouco se ver ações concretas para reprimir com veemência tais atos.
Possa quem quiser me achar chato, ou altamente critico, infelizmente vejo as coisas dessa maneira! Mais no dia que alguma coisa de concreto for feita, tanto pela justiça, pelos conselhos tutelares, direitos humanos, etc. etc., eu serei o primeiro a vim aqui nesse meio elogiar tais ações.
Às vezes sinto muita saudade dos tempos da ditadura militar, mesmo na época, eu sendo apenas um adolescente, ainda me recordo que crianças não podiam nem jogar “sinuca” muito menos adentrar em bares ou festas, e nessa época as crianças respeitavam os pais.


Tecnologia do Blogger.