Bolsonaro diz que beijo gay de novela é um ‘marco na depravação da sociedade’



O beijo do casal marcou a história da teledramaturgia brasileira
O beijo do casal marcou a história da teledramaturgia brasileira

Geraldo Ribeiro

A cena do beijo gay entre os personagens Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) mostrada nesta sexta-feira, no último capítulo de “Amor à vida”, um dos temas mais comentados nas redes sociais, ainda rende polêmica. Para o deputado federal Jair Bolsonaro (PP) uma imagem como essa mostrada no horário nobre, quando há muitos jovens e crianças assistindo TV, tem o poder de influenciar negativamente o público.
— Foi um marco na depravação da sociedade, porque abre precendentes para que esse tipo de cena se torne comum na televisão, inclusive em outros horários — criticou o parlamentar que garantiu não ter visto a novela e só tomou conhecimento da cena após a repercussão na imprensa.
Bolsonaro acredita que se o beijo tivesse sido mostrado num canal fechado não haveria problema, porque há uma margem de controle maior de quem vai assistir. Ele criticou ainda o que chamou de “estímulo ao homossexualismo” mostrado na novela.
— A novela mostra o homossexual como alguém mais inteligente e mais bem sucedido. Tem uns moleques que são fracos e vendo um Félix na vida, que é inteligente, bem sucedido e só anda em carrões, vão entender que ser gay é um verdadeiro vestibular para o sucesso.
O deputado ficou conhecido por sua posição contra propostas que defendem os direitos dos homossexuais e da distribuição do chamado “kit gay” nas escolas.


Fonte: extra.globo.com
Tecnologia do Blogger.