"Atirando com pólvora alheia" e com a imagem totalmente desgastada, prefeita de Açailândia sorteia cerca de 1500 casas do programa “minha casa minha vida” antes do tempo previsto, e tenta aparecer como mentora e executora do projeto.

Então vereador Juscelino assinando contrato com  a CEF.
Amargando diversas denuncias de corrupção dentro do seu governo, com o mas alto índice de rejeição que um prefeito de Açailândia já teve, até o momento a administração de “excelência” tem sido um fiasco total, pois não consegue emplacar uma única obra própria.

Já de olho nas eleições, e na tentativa de “limpar” sua imagem totalmente desgastada com a população, na iminência de ajudar seus aliados políticos, a prefeita Gleide Santos resolve fazer o sorteio de 1500 de um total de 3 mil casas do programa "minha casa minha vida", onde existem denuncias de que as mesmas não estão totalmente prontas.

A imprensa aliada só esqueceu-se de informar a população, é que essas unidades habitacionais foram projetadas e construídas pela administração do ex-prefeito Ildemar Gonçalves, e que coube a atual gestão fazer apenas os serviços de acabamentos,  já que as empresas construtoras das mesmas são independentes da prefeitura, talvez com isso o projeto não teve paralização.

Se existem alguém que mereça os méritos e o reconhecimento na questão de moradia em Açailândia, essas duas pessoas é  o ex-prefeito Ildemar que foi o mentor e executor do projeto dessas 3 mil casas que hora vai ser entregue, e o segundo é o atual vice prefeito Juscelino Oliveira.

Pois Juscelino Oliveira que na época apenas como vereador, foi quem conseguiu trazer o programa minha casa minha vida para Açailândia, onde na oportunidade foram construídas e entregue cerca de 250 casas a população carente. 



Tecnologia do Blogger.