Execução de paranaense é adiada na Indonésia

Autoridades da Indonésia informaram que a execução do paranaense Rodrigo Gularte prevista para este mês de fevereiro não acontecerá. A sentença final dele e de outros prisioneiros condenados será remarcada para uma outra data ainda não definida. 

De acordo com a BBC Brasil, o porta-voz do procurador-geral do país, Tony Spontana, disse que os preparativos atrasaram. A prisão onde as sentenças de morte seriam cumpridas não está pronta. 

Reprodução
Reprodução




A decisão abre um prazo extra para que a família tente o último apelo para evitar a morte de Rodrigo. Exames médicos indicaram que o paranaense sofre de esquizofrenia, assim, o diretor do presídio pode determinar sua transferência para um hospital, evitando a pena capital. 

Rodrigo Gularte foi preso em junho de 2004 ao tentar entrar na Indonésia com seis quilos de cocaína. A droga estava escondida em pranchas de surfe. Ele foi condenado à morte um ano depois.
Tecnologia do Blogger.