15 de dezembro de 2015

Após decisão do STF, ex-prefeita de Açailândia trava bate-boca em grupo de WhatsApp

Após a negativa do ministro Ricardo Lewandowski, do Superior Tribunal Federal (STF), em decisão na última quinta-feira(10), a ex-prefeita de Açailândia, Gleide Lima Santos (PMDB), perdeu as estribeiras.
Cassada do cargo por improbidade pela Câmara de Vereadores há quase cinco meses, e agora sem a expectativa de retornar ao poder, a gestora decidiu trocar ofensas com um pastor da cidade.
O local escolhido foi um grupo do aplicativo WhatsApp, denominado “Veras Comunicação”. Na noite desta segunda-feira(14), ao argumentar que foi eleita sem comprar votos e combateu a corrupção, Gleyde começou um cálido bate-boca com o pastor Elifaz Cruz.
Acompanhe abaixo parte do confusão:
12312351_965796753500494_913437743_n12366657_965796710167165_177277558_n
--- ---