O MELHOR PREÇO, QUALIDADE E RAPIDEZ NA ENTREGA.

Weverton Rocha e Júnior Marreca estão entre os líderes no Congresso que possuem ocorrências judiciais

Vale frisar que o deputado Weverton Rocha é um dos principais apoiadores da pré-candidata a prefeita do municipio de Imperatriz Rosangela Curado (PDT).
Mais da metade dos políticos escolhidos como líderes de bancadas no Congresso (21 de 39 parlamentares) têm ocorrências judiciais, incluindo nesta conta condenações, processos em andamento e inquéritos em que os parlamentares são investigados. E entre esses 21 estão dois maranhenses: Weverton Rocha (PDT) e
Júnior Marreca (PEN).
A informação foi divulgada pelo UOL que pesquisou na Justiça os casos de todos os líderes de partidos, da oposição e do governo na Câmara e no Senado. Dos 26 líderes na Câmara, pelo menos 12 têm ocorrências no Judiciário. No Senado, pelo menos nove têm ocorrências de um total de 13 parlamentares na liderança. Ou seja, 53,8% líderes de bancadas no
Congresso têm pendências judiciais.

O levantamento foi feito com base em dados dos tribunais e da ONG (organização não governamental) Transparência Brasil. A reportagem do UOL levou em consideração os líderes de partidos com mais de um representante em cada uma das Casas, além de líderes do governo e da oposição.
Líder do PDT, Weverton Rocha é réu em uma ação e investigado em dois outros processos no STF por crimes na Lei de Licitação, além de acusações de peculato (crime de desvio de dinheiro por funcionário público) e corrupção. Também é réu em duas ações no TRF (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) e no TJ (Tribunal de Justiça) do Maranhão por crimes de administração pública com dano ao erário. Ex-secretário de Estado do governador Jackson Lago (PDT-MA), Rocha alegou que foi alvo de perseguição quando Roseana Sarney (PMDB) assumiu o governo. Também disse crer que será inocentado nos demais processos por não ter cometido irregularidades.
marreca
O deputado Júnior Marreca (PEN) é réu em ação penal no STF por uso irregular de verbas. Também tem oito ações recebidas pelo TJ maranhense em 2012, quando era prefeito de Itapecuru-Mirim (MA). É réu em ação no TRF-1 por violação aos princípios administrativos. Em 2012, foi multado pelo TCU por falha de publicidade na licitação. O deputado negou irregularidades, disse que não há condenações e que realizou, à frente da prefeitura, uma gestão “participativa, transparente e proba”.

Os demais líderes com problemas na Justiça são:
CÂMARA FEDERAL
André Moura (PSC-SE)
Aelton Freitas (PR-MG)
Luis Tibé (PTdoB-MG)
Baleia Rossi (PMDB-SP)
Marco Feliciano (PSC-SP)
Alfredo Kaefer (PSL-PR)
Genecias Noronha (SD-CE)
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)
Daniel Gomes de Almeida (PCdoB-BA)
Rogério Rosso (PSD-DF)
SENADO
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Benedito de Lira (AL)
Wellington Fagundes (PR-MT)
Eduardo Amorim (PSC-SE)
Omar Aziz (PSD-AM)
Acir Gurgacz (PDT-RO)
Elmano Férrer (PTB-PI)
Tecnologia do Blogger.