16 de setembro de 2016

OBRAS DO HOSPITAL DE BURITIRANA SEGUE ABANDONADAS PELO GOVERNO FLÁVIO DINO.


Se estivesse em funcionamento, o Hospital Municipal de Buritirana seria estratégico para atender toda a população do município, bem como da região, além de ajudar a “desafogar” o Socorrão de Imperatriz, que no momento passa por sérios problemas também de falta de estrutura.


Desde que tomou posse no governo, Flavio Dino sempre sinaliza que irá concluir a obra, fato esse que nunca sai da promessa, mesmo faltando tão pouco para conclusão. Pois segundo informações, faltam apenas alguns acabamentos, e a instalação de centro cirúrgico, lavanderia, cozinha industrial e alguns equipamentos simples.

Enquanto a população de Buritirana sofre as consequências por parte da inoperância do governo do estado, quem precisa de atendimento de media complexidade em saúde, tem que se deslocar até o município de Imperatriz, distante 72 km.

E mesmo faltando tão pouco para conclusão das obras do Hospital municipal de Buritirana, o mesmo segue abandonado pelo governador Flavio Dino, que tem demostrado pouco interesse em resolver a conclusão de uma obra tão importante, aguardada com ansiedade pela população.

Tai uma boa causa para ser defendida e cobrada junto ao governo do estado, pelos nobres deputados Weverton Rocha, Valéria Macedo, o líder do governo deputado Marco Aurélio, assim como o próprio medico André do Mundico, que se auto intitula "amigo" do governador, já que são tão intimos  Dr. André bem que deveria usar tal  “prestigio”, para pressionar o governador Flávio Dino a concluir a obra.

Em vez de implantar o “terror psicológico” em Buritirana, os nobres parlamentares e o próprio “amigo” do governador André do Mundico  poderia se unir aos deputados que o apoia, e cobrar do governador o termino das obras do Hospital Municipal de Buritirana, que a ex-governadora Roseana Sarney deixou com cerca de 90% concluído.

Flavio Dino ao assumir o governo do estado, esperavam-se mudanças de verdade, fato esse que não está acontecendo como o povo esperava. Pois o governo comunista perdeu muito tempo defendendo o projeto de perpetuação de poder da ex-presidente Dilma, e com isso, esqueceu-se de governar o Maranhão.

E mesmo encontrando diversas obras em andamento, obras essas herdadas da gestão Roseana, muitas delas já com recursos em caixa, o governo comunista não consegue colocara-las em funcionamento ou mesmo conclui-las. Será que é de proposito?


Percebe-se que quando o gestor faz parte do mesmo grupo do partido do governador, tanto o apoio, bem como o desenrolar das ações do governo acontecem com rapidez, e recebem tratamento diferenciado, por parte da equipe do palácio dos leões.