COMPRE DIRETO DA CHINA SEM INTERMEDIARIO

Nosso negócio é baixar sua conta de energia

23 de março de 2017

Mãe é acusada de abandonar filho recém-nascido, e o mesmo vem a óbito no Hospital regional de Imperatriz


Segundo fonte do blog, A Mulher tentou até quando pode esconder a gravidez. E com ajuda de sua mãe, a mesma teria cometido aborto, em seguida enterrado o corpo em uma cova rasa as margens da BR 010.
Foto Ilustrativa
No povoado Trecho Seco município de São Francisco do Brejão, uma mulher estar sendo acusada de ter escondido sua gravidez até quando pode, depois de ter abortado, a mesma teria abandonado o recém-nascido no Hospital Regional de Imperatriz, a criança veio a óbito.  Para não despertar a curiosidade dos moradores, a mesma teria enterrado o corpo em uma cova rasa, as margens da rodovia BR 010. Tudo isso, teria acontecido com ajuda da sua mãe. Entenda o caso. 


De acordo com nossa fonte, a mesma trabalhava como professora contratada em uma escola do povoado Trecho Seco em São Francisco do Brejão. E o prefeito Adão Carneiro, ao tomar conhecimento do caso, mandou afastar a mesma por 30 dias, até que se apurem as acusações.

Segundo fonte do blog, - a senhora é casada, e fazia de tudo para esconder que estava gravida, porém ao ser questionada, negava a todos que lhe perguntavam, mas a barriga estava tão grande já que não tinha como esconder. A mesma dizia que era um cisto.


Então, ela e sua mãe desapareceram por três dias do povoado, e quando as mesmas reapareceram de volta, todos perceberam a diferença, pois já não havia mais barriga. De acordo com nossa fonte, a grávida com ajuda de sua mãe, teria provocado um aborto, em seguida deram entrada no Regional de Imperatriz. 

A criança teria nascida viva, e foi colocada na U.T.I. Em seguida as mesmas teriam fugido do Hospital abandonando o bebê. Já na ultima Segunda-feira dia (20/03/2017), o recém-nascido veio a óbito. Foi ai que o pessoal do Hospital se deu conta que a criança tinha sido abandonada.

Ao tomar conhecimento da situação, a direção do hospital acionou de imediato o Conselho Tutelar, e através da ficha de internação descobriram onde moravam as acusadas.  O diretor do Hospital Regional então telefonou para o Hospital de São Francisco do Brejão, e ameaçaram que, se caso a família não fosse fazer os procedimentos legais para liberarem o corpo, iriam entregar o caso para polícia.

Aí foi quando a “bomba explodiu”, e a "casa caiu" pras duas. Foram desmascaradas. Só que  ambas  não teria permitido que a funerária tivesse acesso sua residência, para não chamar a atenção dos curiosos que estavam esperando, porque todos moradores do Trecho Seco, já estavam sabendo. Então para não ser vista pelos curiosos,  desceram do carro da funerária as margens da BR 010 e enterraram o corpo do recém-nascido sem que ninguém visse.  .

A policia civil de Açailândia deve entrar no caso.

Ouça abaixo o áudio do funcionário da funerária explicando que recebeu ordens para deixar o caixão na rodovia BR 010.  


Se por acaso você copiar algum conteúdo desse blog, tenha a decência de ao menos citar a fonte.  
  
--- ---

COMPRE DIRETO DA CHINA SEM INTERMEDIARIO