28 de junho de 2017

Maura Jorge confirma pré-candidatura ao governo e diz ser “a alternativa para quem não vota no passado e não vota no presente”


A ex-deputada estadual por quatro mandatos e ex-prefeita por oito anos, Maura Jorge (PODEMOS), promoveu em Imperatriz reuniões e visitou veículos de comunicação, divulgando seu projeto político para as eleições do ano que vem, em que pretende disputar o mandato de governadora do estado. Ontem, Maura Jorge, acompanhada de assessores, esteve visitando a redação de O PROGRESSO e na oportunidade destacou alguns pontos que considera importante para ocupar um espaço que, segundo ela, está aberto na disputa. 

Inicialmente,  falou como decidiu ser pré-candidata a governadora. De acordo com Maura Jorge  depois de quatro mandatos como deputada e dois como prefeita, havia tomado a decisão de parar com a política. “Foi quando promovi um ato público para o governador Flávio Dino e ele deixou cair a máscara em tentar calar a minha voz. O ato, inclusive, foi para ele e iria mostrar a unidade do grupo. A partir daí, decidi ser candidata para mostrar a diferença de gestão e no trato com as pessoas. Uma diferença mesmo, e não apenas na conversa”, frisou.

Ela afirmou também que sabe das dificuldades que vai encontrar, principalmente em se tornar conhecida em todo o estado. “Sei destas dificuldades, mas estou percorrendo todo o estado apresentando meu projeto. E tenho conseguido fazer com que a população acredite e passe a ver que seremos, sim, um diferencial no comando do estado”.

Também reconheceu a força que a ex-governadora Roseana Sarney tem, pois deixou um legado forte, assim como o governador Flávio Dino, no comando da máquina e, ainda, Roberto Rocha. “Mas hoje, andando pelo estado, vejo como as pessoas,  que de cada dez que votaram no Flávio, sete não votariam de novo e a rejeição de Roseana e o próprio Roberto Rocha, por isso acredito que poderia ocupar este vácuo existente, entre eles perante a população, com meu projeto para ser implantado no estado, como governadora, pois conheço a realidade. Fui deputada e senti as dificuldades de poder trabalhar, pois o governo engessa a todos ao não liberar suas emendas e também conheci na pele as dificuldades como prefeita. Temos de andar pedindo um e a outro ajuda para resolver os problemas do município. Sinto-me preparada e com amplo conhecimento da gestão”.

Ela também ressaltou que tem legitimidade para ser candidata, “principalmente em função de que a população começou a vislumbrar nossa candidatura e aceitou nosso desafio”.

Maura Jorge defende como bandeira principal o apoio do governo do estado aos municípios, apoiando todas as cidades. “Como sofri, sei das dificuldades dos prefeitos e pretendo, caso seja eleita, apoiar os prefeitos em todas as áreas, saúde, educação, infraestrutura... Não concordo com o jeito Flávio Dino de administrar. O cidadão Flávio Dino é um homem preparado, contudo, sua gestão fica o tempo todo olhando pela retrovisor, não ouve a classe política e tampouco ajuda os municípios, o que não deve ocorrer. Os prefeitos precisam de ajuda e esta ajuda tem que vir do governo do estado. E assim eu farei, uma preocupação de verdade com o municipalismo e não apenas em promessas”, garantiu.
--- ---