Ação pede cassação de senadoras fascistas que retardaram votação da Reforma Trabalhista

O senador José Medeiros (PSD-MT) protocolou uma ação no Conselho de Ética, por quebra de decoro, contra as parlamentares da oposição que atrapalharam a sessão desta terça-feira no Senado, dedicada à votação da polêmica reforma trabalhista, segundo afirmou o serviço de imprensa da Casa. O documento tem 15 assinaturas.



Gleisi Hoffmann (PT-PR), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Regina Sousa (PT-PI) e Fátima Bezerra (PT-RN) poderão ser processadas e até cassadas se a representação de Medeiros, que tem o apoio de outros 14 senadores, for aceita pelo Conselho de Ética.

Fonte:papotv.com.br

O senador José Medeiros (PSD-MT) protocolou uma ação no Conselho de Ética, por quebra de decoro, contra as parlamentares da oposição que atrapalharam a sessão desta terça-feira no Senado, dedicada à votação da polêmica reforma trabalhista, segundo afirmou o serviço de imprensa da Casa. O documento tem 15 assinaturas.



Gleisi Hoffmann (PT-PR), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Regina Sousa (PT-PI) e Fátima Bezerra (PT-RN) poderão ser processadas e até cassadas se a representação de Medeiros, que tem o apoio de outros 14 senadores, for aceita pelo Conselho de Ética.

Fonte:papotv.com.br