7 de setembro de 2017

CONTRAPONTO


Petralha acuado, ofende juiz orgulho do Brasil
Em um comício eleitoral antecipado em São Luis do Maranhão, bancado com o dinheiro do sofrido povo Maranhense, com a conivência do governador Flavio Dino, Lula, Valdir Maranhão, Senador Humberto Costa, e Marcio Jerry, o líder da facção criminosa (MST), João Pedro stedile, chama o brilhante Juiz e terror de político corrupto Sergio Moro, de “merdinha de Curitiba” e ”bundão”.


Dino a caminho do abismo
Por falar em Flavio Dino, devido o mesmo ser um ex-juiz federal, antes o paladino da moral e da ética. Dino estar enterrando sua carreira política ao insistir na tese de apoiar e defender bandidos, como faz ao vivo na defesa da organização criminosa que sucateou o Brasil. Parece que a poder realmente cega às pessoas, pois o grupo político do governador não percebe que a cada ato de apoio a Lula e seu bando, a carreira política de Flavio Dino caminha para o abismo.

Geddel o ex-ministro de Lula
Toda a dinheirama encontrada no apartamento do ex-ministro da integração Nacional do Governo Lula, que foi também vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal do governo Dilma, assim como ex-ministro do atual governo Temer, Geddel Vieira Lima. Só mostra que realmente o PT instituiu no Brasil a corrupção.

Pois bem, Lula, Dilma, Geddel, Sarney, Flávio Dino, Lobão, Renan, e principalmente Temer, que foi escolhido pelo PT para vice na chapa Dilma Temer, são todos farinha do mesmo saco, todos se merecem. Por isso o motivo de todos odiarem o juiz Sérgio Moro. E agora petistas tenta a todo custo esquecer que Geddel foi ministro do chefão da organização de criminosos que destruiu o Brasil literalmente.

Um Maranhão de verdade é possível!
Nem Flavio Dino, nem família Sarney, nem família Lobão, nem família Rocha. Se a população Maranhense quiser realmente sair da mesmice, da roubalheira, do atraso e da opressão, tem que procurar alternativa para votar em 2018. Basta! O povo não merece ser tão massacrado, precisamos tirar nosso estado da miséria, do abandono, para poder encontrar o caminho do desenvolvimento de verdade.

Vereador de Açailândia saiu caladinho
Teve vereador de Açailândia metido a “espertalhão”, querendo tirar proveito político da situação dos taxistas, que teria procurado a promotoria de justiça, com a “ideia” maluca, para que o prefeito interferisse junto ao órgão, para que os taxistas continuasse a operar o serviço de taxi-lotação na clandestinidade, o que é proibido por lei federal. E a promotora teria sido curta e grossa na sua resposta dizendo o seguinte: “nenhum prefeito tem o poder de interferir nos trabalho do ministério público”. Segundo informações, o vereador saiu caladinho.

Seca proposital do Rio Tocantins
Os deputados federais e estaduais Maranhenses, bem como os senadores, além do próprio ministro do meio Ambiente Sarney Filho, que por sinal é Maranhense, não “movem uma palha” para forçar a empresa Usina Hidroelétrica do Estreito (UHE), a liberar água para que o leito do Rio Tocantins volte à normalidade. A desculpa esfarrapada das autoridades, é que o motivo da seca é devido o esgoto inatura que é jogado no rio. Essa desculpa não cola, todos sabem que o Tocantins sempre conviveu com essa catástrofe e falta vergonha, do esgoto ser jogado sem tratamento. 

Todos sabem também, que o nível das águas só veio a entrar em estado critico, depois que a usina de Estreito entrou em operação. Porque as autoridades não força a empresa liberar a água? Porque as autoridades não força a empresa fazer um canal permanente no inicio do lago, para que a água escoe sem interferir no funcionamento das turbinas?
--- ---