2 de outubro de 2017

Prefeito Juscelino Oliveira se reúne com pessoas com deficiência, para acertar a gratuidade no transporte público.

Na tarde da última quinta-feira,28, o prefeito Juscelino Oliveira, juntamente com secretários de governo, recebeu no gabinete oficial da prefeitura de Açailândia, membros do Conselho Municipal da Pessoa com deficiência de Açailândia, do Fórum Regional das Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologia da Região Sul Maranhense e o representante da empresa LINUX, que explora o serviço de transporte coletivo no município de Açailândia.


O encontro foi uma iniciativa das entidades envolvidas, na luta pelos direitos constitucionais da classe, no que diz respeito à acessibilidade, gratuidade no transporte público coletivo, além de outros direitos que lhes são garantidos pela Constituição Federal.

Em Açailândia ambos órgãos, contam com a gestão e coordenação do açailandense, João Luís Soares e   a classe é muito bem representada na Câmara Municipal de Açailândia, pelo vereador José Elias Rodrigues da Silva, popularmente conhecido como “Irmão Jorge”, que coincidentemente é portador de deficiência visual e verdadeiro conhecedor das necessidades da classe. 

Os portadores de deficiência, patologia e idosos, solicitam do gestor municipal, o cumprimento da Lei que dá direito à acessibilidade e a gratuidade no transporte público coletivo de Açailândia.  Para isso, foi convidado para participar da reunião, o senhor José Elenildo, representante e gerente da empresa LINUX, que por sua vez assumiu o compromisso se colocando à disposição da prefeitura, ofertando o benefício às pessoas cadastradas e de posse de uma carteira expedida pela Secretaria de Assistência Social.

Se tratando da acessibilidade, o prefeito Juscelino Oliveira, disse que dentro dos próximos meses para até o início do ano que vem, o município já deverá estar se adequando, realizando o trabalho de nivelamento e padronização das calçadas já existentes que foram construídas cheias de obstáculos por conta dos altos relevos das áreas. A prefeitura decidiu também que vai criar uma comissão de fiscalizadores para orientar os proprietários de novas construções com relação a padronização das calçadas daqui por diante.

Foi solicitado também pela classe, a viabilização de uma escola bilíngue para os portadores de deficiência, uma área para sediar a Associação dos Portadores de Deficiência, bem como a contratação de intérpretes de sinais de libras para a classe em eventos, palestras e sessões na Câmara de Vereadores.

O prefeito Juscelino Oliveira falou da importância da reunião para esta classe que para ele é muito especial. “Desde o momento em que são tratados pela sociedade como excluídos, principalmente aquelas que nasceram e não tiveram a mesma saúde das pessoas consideradas normais, como a, deficiência física e audiovisual, todas elas merecem uma atenção especial. Estas pessoas não podem ficar de fora do olhar do Poder Público. E hoje estamos aqui para atendê-los dentro do possível. Na semana passada, assinamos o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), na Câmara Municipal, juntamente como o Ministério Público, para que a partir do ano que vem possamos executar este projeto de acessibilidade e fazer com que estas pessoas possam ter uma atenção maior e especial pela administração pública”, finaliza Oliveira.
ASCOM – PMA – Por: Antonio Maria
--- ---