3 de novembro de 2017

Comoção e revolta marcam o enterro do professor Ruimar neste dia de Finados

A triste coincidência marcou o Dia de Finados em Açailândia, com o enterro do professor do estado Ruimar Silva de Almeida, de 39 anos de idade. Após ser baleado no braço e na cabeça em plena luz do dia (por volta das 15 horas), em uma Farmácia no centro da cidade, ele faleceu ainda no local.

Seu corpo foi então velado durante toda noite de ontem (01) e na manhã e tarde do dia (02), na maçonaria Heitor Correia de Melo. Na ocasião, familiares, amigos e alunos, e uma multidão de pessoas que se indignaram com o crime, foram dar o ‘último adeus’ ao professor.
Ruimar era membro do grupo de motociclistas Lobos do Aço de Açailândia e fazia parte da equipe a pouco mais de um ano. Recentemente tinha comprado uma Suzuki V-Strom DL 650 que virou sua paixão. Ruimar já tinha passeado com os amigos em encontros pelas cidades de Caxias e Imperatriz.
“A morte de nosso amigo foi uma perda irreparável para nosso moto club, familiares e amigos da cidade. Ruimar era um grande ser humano e sentiremos muito sua falta”, disse Sidney Melo, membro da equipe.
No final da tarde deste dia 02, o corpo de Ruimar foi cortejado pelos membros do “Lobos do Aço” até o Cemitério Campo da Saudade em Açailândia, sob forte comoção e tristeza dos presentes, além de uma revolta pela brutalidade e covardia do assassinato.




--- ---