15 de novembro de 2017

Diga não a transposição do Rio Tocantins


O Projeto de Lei nº 6.569/13, de autoria do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) e que trata da interligação entre as bacias dos rios Tocantins e Rio São Francisco, pode ser considerado como uma das maiores catástrofe ambiental do mundo, caso seja aprovado pelo congresso nacional Brasileiro.


È inadmissível, que se use um “paciente” já em estado terminal, como remédio para salvar outro que já esteja morrendo. O que as autoridades brasileiras na verdade tinha que se preocupar, seria em colocar os órgãos de defesa do Meio Ambiente para funcionar de verdade, e usar as LEIS para punir a todos os que vivem destruindo a fauna a flora e todo eco sistema do país.

É preciso que o governo para de brincar com coisa seria, e em vez de nomear políticos para o Ministério do Meio Ambiente, coloque técnicos com conhecimento cientifico, e que queria trabalhar de verdade para que o meio ambiente seja levado a sério. Nomear políticos para certos cargos públicos, muitas vezes só atrapalha, como exemplo, é a nomeação do atual ministro do Meio Ambiente Sarney Filho.

Em toda sua existência, enfrentando vários períodos de estiagens, o Rio Tocantins jamais havia sofrido tamanho impacto ambiental, como vem acontecendo desde que começou a entrar em operação a Usina Hidroelétrica do Estreito-MA (UHE). E o pior de tudo, é sabermos que o ministro do meio ambiente é Maranhense, e mesmo assim, não move uma palha para que se encontre uma solução para o problema gravíssimo que ora passa o nosso Rio Tocantins.

Sabemos que longos peiordos de estiagens, atrelado ao derrame de esgotos in-natura, destruição desenfreadas de nascentes por pessoas, empreendimentos empresarias e fazendeiros, a liberação de licenças ambientais sem respeitar os mínimos estudos de impactos ambientais, como exemplo a construção de Usinas Hidroelétricas, é um caminho sem volta. È preciso que as autoridades reveja tudo isso, para que não seja tarde demais.

É preciso que o governo, o congresso nacional, bem como todas as autoridades constituídas, tomem vergonha na cara, pense e análise o futuro, e cancele definitivamente todos os projetos de construção de centrais hidroelétricas para geração de energia em todos os rios brasileiros. Do contrário, em pouco tempo todos estarão pagando um preço muito alto, por irresponsabilidade das autoridades constituídas.

Em vez de se construir novas usinas hidroelétricas, é preciso que se invista em centrais de geração de energia limpas, como exemplos a Solar, e a Aéolica. É preciso que todos os governos, sejam o federal, estaduais, e municipais, invista em saneamento básico de verdade, tratamento de esgotos, e em uma política educativa de preservação de meio ambiente. Do contrario, estaremos todos condenados a escassez de água em todo Brasil.


Esse projeto absurdo e imoral do deputado federal Gonzaga Patriota, que prever a transposição do já condenando Rio Tocantins, jamais poderá ser aprovado. Temos que unir forças, e pressionar as autoridades para que se pare com essa aberração.  Isso é um insulto a todos que dependem do rio Tocantins, principalmente os que dependem do ex-majestoso rio aparti da usina hidrelétrica do Estreito-MA. 

Ajude nessa campanha para salvar Rio Tocantins, precisamos unir forças, e mostrar para as autoridades que não compactuamos com essa aberração. Divulge essa campanha para todos ao seu alcance.
Clique no link abaixo e assine essa petição.

--- ---