16 de novembro de 2017

OPERAÇÃO PEGADORES: Os desdobramentos políticos da ação da PF no governo Flávio Dino

De imediato fere de morte a candidatura de Weverton Rocha ao Senado Federal. Rosângela era a ponta de lança do projeto “Tapetes Azuis” do deputado em Imperatriz e agora pode se tornar uma lança e atingir bem no coração do presidente do PDT. Já imaginaram uma “delação premiada” da mulher?

Evidente que há desdobramentos políticos da Operação Pegadores, deflagada pela Polícia Federal no âmbito do governo Flávio Dino (PCdoB), na manhã de hoje, 16.

Em primeiro lugar, a prisão da ex-deputada federal e ex-secretaria de Saúde do governo Flávio Dino, Rosângela Curado (PDT), a primeira a ocupar a pasta nessa gestão comunista, é um fato fundamental nesse caso.

Rosângela foi exonerada pelo secretário Márcio Jerry (Comunicação e Articulação Política) de forma humilhante em reunião ocorrida no Palácio dos Leões pouco mais de seis meses à frente do cargo.

Na época, a exoneração da pedetista teve tanta repercussão política negativa que o presidente estadual do PDT, deputado federal Weverton Rocha, licenciou-se do mandato para dar lugar à companheira.

Ato contínuo, o “Maragato” foi pra cima dos comunistas e empurrou goela abaixo a candidatura de Rosângela Curado à prefeitura de Imperatriz, causando uma crise tanto dentro dentro do PCdoB local, que queria a candidatura do deputado estadual Marco Aurélio, quanto no PSDB do ex-prefeito Sebastião Madeira que não aceitou a imposição do governador e acabou rompendo com o Palácio dos Leões. “Ora, governador, se ela não serviu para ser tua secretária de Saúde como pode servir para ser minha prefeita de Imperatriz?”, questionou Madeira na ocasião.

O projeto “Rosângela prefeita-12” foi um completo fiasco e a candidata do PDT acabou em terceiro lugar na disputa. Mais do que uma derrota da pedetista foi, sobretudo, uma derrota fragorosa para o governador Flávio Dino que hoje pena para ter reconquistar popularidade em Imperatriz e em toda a Região Tocantina.

Eleições 2018

A prisão de Rosângela Curado, portanto, pode ser considerada nitroglicerina pura com efeito devastador incalculável.

De imediato fere de morte a candidatura de Weverton Rocha ao Senado Federal. Rosângela era a ponta de lança do projeto “Tapetes Azuis” do deputado em Imperatriz e agora pode se tornar uma lança e atingir bem no coração da candidatura a senador do presidente do PDT. Já imaginaram uma “delação premiada” da mulher?

Outro consequência direta é sobre a própria campanha de reeleição de Flávio Dino ao governo do estado. E não adianta o comunista com a sua trupe tentarem tirar o corpo fora dessa crise porque as relação Rosângela Curado/Flávio Dino/Weverton Rocha/PDT/PCdoB/Governo são umbilicais.

Por fim, essa Operação Pegadores pode ainda afugentar os “neoaliados” do governo comunista porque é aquela história: quem vai querer se abrigar em casa que está caindo, não é mesmo?

Sem falar que tudo isso pode ser apenas a ponta de um grande e tenebroso iceberg…

É aguardar e conferir.

PS: O Blog do Robert Lobato deixa claro que jamais se animará com a prisão de Rosângela Curado. Pelo, contrário, só temos que lamentar por tal desfecho e desejamos que a ex-secretária consiga provar a sua inocência.
--- ---