Informática é na Conexus


Prefeito Juscelino mesmo em meio a muita crise mantém compromisso e paga 13º salário dos servidores públicos efetivos de Açailândia

Prefeito Juscelino, em Brasília, no gabinete do Senador da República Pastor Bel
Com o pagamento do 13º salário, em Açailândia, a estimativa é que seja injetado nesse período natalino, no mercado local, valores na ordem de cerca de 15 milhões de reais.

Assim como a manutenção do pagamento dos salários dos servidores em dias, na cidade de Açailândia, o prefeito Juscelino Oliveira (PCdoB), segue na contramão da grande maioria dos municípios brasileiros e Estados como Rio Grande do Sul e Minas Gerais, que estão obrigando servidores a fazerempréstimos bancários e até fazer o parcelamento do 13º salário. O Rio de Janeiro não pagou ainda nem o 13º salário do ano passado.

Desde ontem (20) como determina a LEI No 4.749, DE 12 DE AGOSTO DE 1965, que em seu Art. 1º dispõe pela gratificação salarial (13º salário) instituída pela Lei número 4.090, de 13 de julho de 1962, onde determina também que o pagamento pelo empregador deverá ocorrer até o dia 20 de dezembro de cada ano, o prefeito Juscelino Oliveira, determinou e autorizou desde o dia 20 a Caixa Econômica Federal a iniciar os pagamentos.

Em virtude de alguns problemas técnicos a Caixa Econômica Federal não cumpriu com a previsão na data do dia 20, no entanto, desde o início do expediente de ontem (21), a instituição financeira, mesmo de forma ainda lenta, já iniciou o crédito nas contas dos servidores efetivos da cidade de Açailândia. Como a primeira autorização para que fosse efetuado os créditosdatou o dia 19, a prefeitura foi obrigada a encaminhar novas autorizações à CEF e o pagamento da Secretaria de Administração vai acontecer na data de hoje (22).

A secretaria de finanças do Município de Açailândia assegurou que todas as autorizações necessárias para os lançamentos nas contas dos servidores já foram efetuadas, bastando tão somente os procedimentos de rotina da Caixa Econômica Federal para que os servidores possam se dirigir até a instituição para ter acesso ao seu !3º salário.

Com o pagamento do 13º salário, a estimativa é que seja injetado nesse período natalino, no mercado local, valores na ordem de 15 milhões de reais.

O Natal é uma época de consumo “emocional”, por isso, os recursos do 13° devem também dar fôlego à atividade econômica, pois as pessoas têm necessidade de fazer ceia, presentear familiares. Não é da índole do trabalhador não festejar.

Vale ressaltar que, como no final do ano o servidor público efetivo tem direito à dois vencimentos, ou seja, 13º salário e o salário propriamente dito que a prefeitura tem até o 5º dia útil do mês de janeiro para pagar, será injetado no comércio local uma folha de pagamento dobrada, o que significa valores na ordem de quase 30 milhões de reais.

Segundo fontes do Jornal o Globo 80% das prefeituras de todo o país se encontram com problemas para cumprimento de metas fiscais, salários e 13º. No caso de Açailândia o prefeito Juscelino cumpriu com o salário de 2107 de todos os servidores em dia, e, nesta semana já quitou o 13º salário dos servidores públicos efetivos.
Tecnologia do Blogger.