Ex-pregoeiro denuncia na polícia, presidente da câmara de Açailândia vereador Ceará, por ameaças e intimidações.



O servidor público identificado como Wener Roberto dos Santos Moraes, 40 anos de idade, que exercia a função de pregoeiro da Câmara Municipal de Açailândia, bem como sua filha adolescente de apenas (16) anos de idade, sente-se ameaçados, desde que o mesmo passou a colaborar com as investigações do ministério público estadual (MPE).


Em decorrência disso, Moraes registrou na data de ontem 07/03/2018, o boletim de ocorrência (BO), de Nº 1039/2018 tipificado no artigo 147 do CP, onde o agora ex-servidor, diz que o senhor Douglas Silva, assessor parlamentar do vereador Ceará, bem como os outros servidores de nomes, Simeria, Bruna, e Max, vem lhe fazendo intimidações e pressão psicológica.

Wener Moraes vem colaborando com o Ministério Público Estadual (MPE), nas investigações sobre um possível esquema fraudulento, nos processos licitatórios da casa, perante a gestão do atual presidente, vereador Josibeliano Chagas Farias, o Ceará. Devido a isso, tanto Wener, bem como sua filha menor de idade, teria passado a receber ameaças e intimidações, conforme o boletim de ocorrência.

De acordo com o (BO), o servidor diz que: “desde que recebeu a convocação do ministério público, passou a receber abordagens verbais do senhor Douglas Silva, assessor parlamentar do vereador Ceará, onde o mesmo o acusa de ser culpado da situação, e que o mesmo passou a lhe telefonar pressionando o mesmo para que não fosse depor no ministério público estadual, prometendo ao mesmo até um atestado médico”.

Ainda de acordo com Wener Moraes, as servidoras da câmara municipal, identificadas como Simeria e Bruna, foram até o local de estágio de sua filha menor de idade, (16) anos, onde deixaram o recado de que caso Wener não comparecesse a Câmara iria ser preso. E que Douglas e Simeria, foram até a escola da filha do mesmo, e que devido o mesmo se sentir ameaçado, se ausentou da cidade por três dias, e que ao retornar ficou sabendo que na data 02/02/2018 foi exonerado.

O Servidor que por muitos anos desempenhava suas funções com presteza e responsabilidade, foi obrigado a abandonar seu trabalho que exercia na Câmara Municipal de Açailândia-MA, tendo ainda que mudar de endereço e cidade, devido às constantes ameaças a si, e a própria filha adolescente.

O servidor tem relatado a parentes e amigos, de que: “sua vida virou do dia para a noite, um verdadeiro inferno”. E o que o mesmo mais teme no momento, é que seus familiares se tornem vítimas das ameaças que vem sendo feita sistematicamente pelo presidente da Câmara, através de seus assessores parlamentares Douglas Silva, Simeria, Bruna e Max. Com a palavra o ministério público estadual (MPE).


Diante dos fatos, o editor do blog ATUAL10 entrou em contato por telefone com o Presidente do Câmara vereador Ceará, para ouvi sua versão sobre o caso, o mesmo disse que estava em viagem, e que retornaria o contato via telefone. O que não aconteceu.

Veja abaixo o boletim de ocorrência na policia civil.



Tecnologia do Blogger.