Deputado anuncia o fim de sua meteórica carreira politica para a próxima segunda-feira (16)


O deputado Weverton Rocha (PDT) do Maranhão, acaba de anunciar o “enterro” da sua meteórica carreira política para a próxima segunda-feira 16 de julho às 17h, em São Luis. Explico, o "enterro", quer dizer o lançamento de uma imprevisível candidatura de senador. O deputado que sonha em ser senador, tem contra-si próprio além do governador perseguidor, duas figuras emblemática, que não merece a mínima confiança por parte do eleitor, que é o cangaceiro do Ceará Ciro Gomes, e o ex-ministro propineiro Carlos Lupi.


O deputado fez questão de anunciar, a presença do cangaceiro sem causa definida, o dúbio pré-candidato a presidente Ciro Gomes pelo (PDT), bem como do presidente nacional da legenda que se acha dono do (PDT), o ex-ministro do trabalho e propineiro Carlos Lupi. Para quem não lembra,  Lupi foi apeado do poder, devido acusações de desvios de recursos públicos.

Por tanto, o deputado Weverton Rocha que foi autor da emenda que desfigurou o projeto de iniciativa popular que ganhou o nome de as dez medidas de combate à corrupção, quer ser senador pelo maranhão. Só que o mesmo, faz de tudo para barrar o trabalho da lava jato, e torce abertamente contra qualquer projeto que tenha como foco, punir  ou diminuir a corrupção no Brasil. E outra, torce abertamente, para que a justiça solte o maior ladrão da historia política do Brasil, o presidiário Luis Inácio Lula da Silva, que se encontra hospedado em uma sala da policia federal em Curitiba.

Com esse posicionamento, é pouco provável que a pré-candidatura ao senado do nobre deputado, não seja levado a seria pela população. Em momento de moralização, e de se eliminar qualquer ato de corrupção na vida pública, o deputado Weverton Rocha faz o caminho inverso, e se posiciona contra qualquer projeto que venha combater ou diminuir a corrupção generalizada na esfera legislativa, e executiva.
Tecnologia do Blogger.