PT usa R$ 1,5 milhão de fundo partidário para pagar advogados de Lula

Veja essa  imoralidade, esse assalto aos cofres públicos, e saber que ainda existe pessoas que apoia essa gente. 
A campanha eleitoral petista registrou R$ 1,5 milhão em gastos eleitorais com a defesa de Lula.

O absurdo foi registrado e tratado com naturalidade e foi chamado de “consultoria jurídica em processo eleitoral”. 
Os principais beneficiários do esquema foram Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins Zanin, ambos sócios do escritório Teixeira Martins.
Além disso, R$ 900 mil foram pagos ao escritório Aragão e Ferraro Advogados, e R$ 150 mil com o escritório de Edilene Lobo, ambos focados em direito eleitoral.
Advogados especialistas em direito eleitoral afirmaram que o caso de assessoria jurídica no caso da ONU, não consiste em uma justificativa válida para ser computada como gasto de campanha, pois se trata de uma defesa individual de Lula.
Ao todo a campanha petista já gastou mais de R$ 26 milhões.
Tecnologia do Blogger.