Arábia Saudita quer construir megacidade abastecida com energia renovável, até 2025

A Arábia Saudita é o maior exportador de petróleo do mundo, porém, devido à queda do preço deste recurso, o grande país árabe enfrenta dificuldades para pagar os trabalhadores do setor. Para rebater isso, o governo da Arábia Saudita resolveu criar um projeto inovador: uma grande cidade abastecida totalmente por energia renovável. A nova cidade será ligada à Jordânia e ao Egito. Esse projeto será um grande impulso para a economia.

O anúncio do projeto foi feito pelo príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, na conferência Future Investment Initiative em Riyadh. Batizado de NEOM, o projeto terá um custo de US$ 500 bilhões e será financiado pelos investidores privados e pelo governo saudita. O principal objetivo é diminuir a dependência do petróleo, além de diversificar a matriz energética e a economia do país árabe.
De acordo com o príncipe, a cidade NEOM será abastecida 100% por energias renováveis. A cidade irá contar com comércios e diversas indústrias como: biotecnologia, alimentos, energia, manufatura avançada, água e entretenimento. Isso tudo em uma área de 10,230 milhas quadradas, que equivale a mais de 33 vezes o tamanho da cidade de Nova York.
A região NEOM vai se estender por uma área de 26.500 quilômetros quadrados, junto ao Mar Vermelho e ao Golfo de Áqaba. Futuramente, este será o ponto onde vai partir a ponte Rei Salomão, que irá ligar a Arábia Saudita à península egípcia do Sinai.  A megacidade será um centro global de negócios, por onde passa quase um décimo do comércio mundial.
O ex-presidente-executivo da Siemens AG e Alcoa Inc, Klaus Kleinfeld, foi nomeado pelo país para executar o projeto NEOM. O programa de financiamento inclui a venda de 5% da grande empresa de petróleo, Saudi Aramco. Com isso, o governo espera arrecadar US$ 300 bilhões para a construção da cidade.
O projeto pode fazer com que a NEOM se torne uma das maiores cidades sem combustíveis fósseis. Até 2025, a Arábia Saudita pretende terminar a primeira fase da nova cidade. Segundo o governo, o projeto está sendo realizado para que o reino se torne um líder mundial em inovação. Além disso, o projeto irá gerar empregos e impulsionar o PIB do reino.
A ideia é de que em NEOM não exista carros movidos a gasolina e que a energia utilizada seja somente a energia solar, captada através de painéis solares. A Arábia Saudita está buscando meios para se modernizar. O príncipe acredita que, mais do uma cidade, esse megaempreendimento poderá ser considerado a primeira zona econômica independente do mundo.
Há pouco tempo, a Arábia Saudita acabou suspendendo o projeto da maior usina de energia solar do mundo, alegando que os investimentos em energias renováveis não iriam parar. Pode-se notar, então, que esse novo projeto da megacidade demonstra que os árabes estavam falando sério! A energia solar é um sucesso mundial!
Qualquer consumidor interessado em energia solar fotovoltaica pode instalar sistemas solares fotovoltaicos em sua empresa, residência, comércio ou indústria. O Portal Solar trabalha com os melhores fornecedores de energia solar, entre em contato e solicite um orçamento. Confira nosso site e saiba mais sobre placa solar e como solicitar um financiamento para energia solar a fim de usufruir dessa fonte renovável de energia.
Tecnologia do Blogger.