"Agronegócio vai impulsionar retomada da economia brasileira em 2019", diz CEO global da AGCO

Em visita ao Brasil, Martin Richenhagen analisa o mercado agrícola na América do Sul, faz projeções e reforça a maior renovação de portfólio da história da companhia

São Paulo, 06 de novembro de 2018 – O presidente do conselho, presidente e CEO global da AGCO, líder global em concepção, fabricação e distribuição de máquinas e soluções agrícolas, Martin Richenhagen, reforçou o clima de confiança no cenário agrícola da América do Sul. O executivo visita o Brasil nessa semana. Com vendas globais 17% maiores nos últimos nove meses, comparadas ao mesmo período de 2017, impulsionadas pelo bom desempenho das safras na região, o CEO da AGCO prevê que 2019 será um ano de mais crescimento.

"Estamos otimistas com o cenário agrícola da América do Sul, em especial do Brasil. Mesmo com as incertezas na economia e política brasileira, alcançamos números positivos e apresentamos crescimento em relação ao ano anterior. As expectativas para os próximos anos são as melhores possíveis, por isso temos investido tanto na renovação do portfólio das nossas marcas e como na alta tecnologia das nossas fábricas da região, consolidando a AGCO na era da Indústria 4.0", disse Richenhagen.

Além do esperado novo recorde da safra de soja no Brasil, a mais recente pesquisa de hábitos do produtor rural, promovida pela Associação Brasileira De Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), apontou que 34,14% dos produtores pretendem adquirir novos maquinários no próximo ano. A disputa comercial entre EUA e China também deve favorecer a exportação dos equipamentos produzidos no país.

Para atender essa demanda e a evolução tecnológica dos maquinários agrícolas, a AGCO deve completar em 2019 o processo de renovação de 100% do seu portfólio, iniciado em 2017. Trata-se da maior transformação da oferta de produtos de toda a história da companhia, com 159 novos equipamentos. Entre os novos produtos, estão as linhas de tratores Massey Ferguson MF 4700 e MF 5700, que são evolução da família de tratores mais consagrada da marca e mais vendida do país, a MF 4200.

Em 2018, a AGCO destinou um aporte R$ 112 milhões em investimentos, sendo R$ 60 milhões apenas para modernização e aplicação de novas tecnologias na planta da companhia em Santa Rosa (RS) e quadruplicou o tempo de treinamento dos colaboradores da empresa, para reforçar o conceito de "Smart Factory" em suas linhas fabris. Segundo estudo da CNI (Confederação Nacional da Indústria) realizado em 2017, apenas 1,6% das empresas consultadas trabalha com esse conceito.

"Além de todo o aporte financeiro que temos feito em nossas fábricas, somos pioneiros mundiais no uso de tecnologias como o Glass para a fabricação dos nossos produtos. Estamos prontos para atender as necessidades do produtor rural sul-americano, nosso principal parceiro na nossa missão de alimentar o mundo", destaca Luís Felli, Presidente da AGCO para a América do Sul.

O Brasil é líder na produção e exportação de itens como a soja, o café e o açúcar, e das carnes bovina e de frango. Ainda assim, o país possui cerca de 219 milhões de hectares de terra livres para o agronegócio. Isso, somado ao clima favorável e à disponibilidade de água e terra fértil, coloca o Brasil como um dos países de maior potencial para atender a crescente demanda por alimentos no planeta.

Richenhagen também apresentou lançamentos de produtos e estratégias das principais marcas do grupo – tais como Massey Ferguson, Valtra, Challenger e GSI -, acompanhado do Vice-presidente Sênior e Gerente Geral AGCO Américas, Bob Crain, do Presidente AGCO América do Sul, Luís Felli, e do Chefe de Comunicação global da AGCO, Ulrich Stockheim.

Alta tecnologia e agricultura de precisão

Entre os novos produtos da empresa, destacam-se a plantadora dobrável Momentum e a colheitadeira IDEAL. A Momentum chega ao mercado brasileiro com a tecnologia Precision Planting, que melhora a distribuição de sementes no campo. O produto terá versões de 24, 30 e 40 linhas. Além disso, a plantadora conta com 18 metros de largura quando aberta, o que aumenta a rapidez no plantio, e 3,6 metros quando fechada, para facilitar o transporte. O armazenamento de sementes também é destaque, com uma capacidade de até 5.130 litros.

A IDEAL é a nova linha de colheitadeiras axiais de alta performance da AGCO. O principal diferencial do lançamento é um sistema de processamento inteligente, que preserva a qualidade dos grãos e oferece melhor manuseio, eficiência energética e capacidade, em uma grande variedade de condições de solo. A colheitadeira IDEAL apresenta as mais recentes inovações tecnológicas na área de agricultura de precisão, oferecendo serviços conectados como o gerenciamento de informações e dados do campo.

"A colheitadeira IDEAL é o resultado de muitos anos de pesquisa e desenvolvimento, inúmeras horas de engenharia, trabalho em equipe e experiência como líder do setor", afirmou o presidente e CEO da AGCO. "É mais um resultado dos incansáveis esforços da AGCO para entregar soluções inovadoras para os produtores que alimentam o mundo", completa.

Sobre a AGCO:
A AGCO (NYSE: AGCO) é líder mundial em concepção, fabricação e distribuição de equipamentos e soluções agrícolas, e apoia a agricultura produtiva com uma linha completa de equipamentos e serviços relacionados. Os produtos da AGCO são vendidos por meio de cinco marcas principais: Challenger®, Fendt®, GSI®, Massey Ferguson® e Valtra®, contam com o suporte da tecnologia de precisão Fuse® e serviços de otimização agrícola. Fundada em 1990, a AGCO está sediada em Duluth, GA (EUA). Em 2017, a AGCO teve receita líquida de vendas de US$ 8,3 bilhões. Para mais informações, visite http://www.AGCOcorp.com. Para notícias da companhia, informações e novidades sobre eventos, siga-nos no Twitter: @AGCOCorp. Para informações financeiras no Twitter, siga a hashtag #AGCOIR.


Relacionamento com a imprensa:
Victor Rabelo - (11) 3643-2952
victor.rabelo@cdn.com.br
Milton Rizzato - (11) 3643-2752

milton.rizzato@cdn.com.br
Tecnologia do Blogger.