Açailândia se prepara para a Campanha Nacional “Janeiro Roxo” de combate à Hanseníase.

A Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Agravos e o Programa de Controle da Hanseníase, intensificará no município no período de 21 a 31 de janeiro, as ações de prevenção e combate à hanseníase, período alusivo à campanha “Janeiro Roxo”, lançada pelo Ministério da Saúde em 2016, mas só agora está sendo realizada no município de Açailândia. O evento vai contar também com as parcerias e organização da Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica, NMES e o Instituto Veneza.

O objetivo da Campanha e intenção da Secretaria Municipal de Saúde e o Programa de Controle à Hanseníase é promover diagnóstico precoce, bem como, o tratamento correto, além de difundir informações e desfazer preconceitos, alertando a sociedade civil sobre os sinais e sintomas da hanseníase, incentivando a procura pelos serviços de saúde, mobilizando os profissionais quanto à busca ativa de novos casos.
Além dos atendimentos convencionais e rotineiros que são realizados no CCA- Centro de Controle de Agravos e da Hanseníase, profissionais da saúde vão realizar palestras durante a campanha nas instituições públicas, bem como, um encontro exclusivo com donos de empresas privadas objetivando conscientizá-los da importância da prevenção da Hanseníase para os funcionários de suas respectivas empresas.
Também serão realizadas ações nas Unidades Básicas de Saúde - UBS’s, divulgação nas empresas privadas. Dia 21/01- Pit-Stop no centro da cidade. Dia - 24/01-  às 20 horas -Palestra no Centro Empresaria de Açailândia tendo como público alvo empresários, comerciantes, secretários de governo e gerentes de lojas. 25/01 - Circuito fechado na Praça do Mercado com panfletagem e atendimento à população. Para encerrar a campanha, no dia 31 de Janeiro será realizada uma “Roda de Conversa” com pacientes em tratamento no Centro de Controle de Agravos e da Hanseníase. O foco é sensibilizar a comunidade e ampliar os mecanismos de identificação e enfrentamento à doença.
A enfermeira e coordenadora do Centro de Hanseníase, Jaqueline Silva de Jesus, explica que a campanha será intensificada durante todo o mês e apela à população para que procurem as UBS’s para realizarem o exame e participem do evento inclusive aquelas pessoas que trabalham durante toda a semana e não encontram tempo disponível, possam aderir à campanha e ao mesmo tempo cuidar da saúde.
A coordenadora explica ainda, que mesmo se tratando de uma elevação nos dados no município, bem como em todo o país, não significa que aumentou o número de pessoas infectadas, mas sim de pessoas tratadas.  “A hanseníase é uma doença de encubação lenta, que leva de 7, 10, 15, 20 anos para apresentar os primeiros sinais de sintomas. Com isso, seria impossível essas pessoas identificadas no último ano terem se contaminado recentemente. Ou seja, esses dados são bons para o município, porque quanto mais diagnósticos precoces, menos populares vão ficando incapacitados por conta da doença”, ressalta Jaqueline.
Para fortalecer a campanha a Secretária de Saúde Kerly Cardoso, pede para que as empresas públicas e privadas abracem o período da Campanha, utilizando a cor símbolo – o “Roxo” – nos estabelecimentos, de forma a manter o permanente alerta sobre o período de enfrentamento à hanseníase.
ASCOM- PMA – Por Antônio Maria

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.