Flávio Dino dá calote de 10 meses de aluguel, e deixa energia cortada em imóvel onde funcionou unidade do corpo de bombeiros de Açailândia.

Flávio Dino recebendo os documentos das mãos do procurador do  dono do prédio.
A unidade do Corpo de Bombeiro de Açailândia, que por muito tempo funcionou em um prédio cedido  por um empresário açailândense, em fim conseguiu se mudar para a nova sede. 

A nova sede só foi construída, graças à ajuda das empresas de Açailândia, que se reuniram numa espécie de mutirão, doando recursos e matérias, pois se dependesse do governador Flávio Dino, o corpo de bombeiro ainda hoje estaria funcionando em condições de favores.

Só que após a mudança do corpo de bombeiros para o novo endereço, o que sobrou para o empresário Fernando Martins Queiroz, foi apenas muita dor de cabeça e prejuízos, por conta de contas de energia atrasadas, e dez meses pelo uso do imóvel, ou seja, o período de uso fora do contrato de cessão, além de intervenções indevidas, que foram feitas no prédio.

Para se ter uma idéia da situação atual, o prédio onde também é a residência do empresário, encontra se com a energia cortada por falta de pagamentos, e para piorar a situação, a CEMAR ainda acusa o proprietário de desvio de energia, sendo que o mesmo nunca cometeu tal ato.

Entenda o caso. 
Em 2015, o governador Flávio Dino inaugurou a Unidade do Corpo de Bombeiro de Açailândia. Na oportunidade, o empresário Fernando Queiroz fez a cessão do prédio para acomodar a corporação, ficando o governo do estado encarregado da manutenção do mesmo.

Findado o contrato de cessão do uso do imóvel por dois anos, sem pagar aluguel, que aconteceu em 15 de setembro de 2017, devido à unidade que se encontrava ainda em construção não ter sido concluída, o comando geral do corpo de bombeiro solicitou ao empresário que lhe fosse cedido por mais um ano, porem o referido empresário cedeu imóvel em questão, até o dia 31 de Dezembro de 2017, deixando claro, que a partir desta data a instituição passaria a pagar o aluguel do referido imóvel. 

Em 2018, como a construção da nova sede ainda não havia sido concluída, a instituição procurou o empresário com a finalidade de solicitar os documentos necessários para elaborar o contrato de locação. Nesta ocasião, ficou definido que o valor mensal seria de R$ 13.000.00 (Treze Mil Reais).

Após essa data, o empresário providenciou a documentação solicitada pelo Corpo de Bombeiros, vindo a fazer a entrega dos referidos documentos, conforme pode se constatar na foto acima, a entrega dos documentos nas mãos do próprio governador Flavio Dino, quando de uma visita do mesmo ao município de Açailândia, que prometeu tomar providencias, inclusive encarregou uma autoridade da corporação para tratar do caso. Só que até hoje, não cumpriu com sua responsabilidade.

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.