Sem um plano de desenvolvimento, Flavio Dino toma posse para um novo mandato no Maranhão, e serão quatros anos de atraso, perseguição e aumento da pobreza.


Flavio Dino toma posse como governador reeleito, o que é péssimo para a população. E em vez de apresentar um plano de governo para alavancar o desenvolvimento do estado do Maranhão, atraindo investimentos que gere emprego e renda, investimentos esses, que vise tirar o Maranhão da lista de um dos estados mais pobre e miserável do Brasil, o comunista faz totalmente o contrario.


Um governo que não consegue concluir se quer uma pequena obra de reforma da estrada do arroz, no trecho entre Imperatriz e a Suzano. E o pior de tudo, a obra foi inaugurada a menos de dois anos, e devido à péssima qualidade do asfalto, se transformou em estrada de chão batido, pois não existe mais asfalto nesse trecho. Outro erro de Dino é o de apresentar medidas assistencialistas, como exemplo, o Cheque Cesta Básica para grávidas, que na pratica não se resolve nada, a não ser assegurar o voto de cabresto.

Outro erro grotesco do governador é dizer que o estado vai ajudar o governo federal a concluir as obras das creches que se encontra com obras paralisadas no estado.  O nobre governador só não explica, que tais obras foram iniciadas ainda na gestão da organização criminosa petista, durante o desgoverno da incompetente Dilma Rousseff, e que talvez as mesmas não foram concluídas, devido talvez, os recursos terem sido desviados para outra finalidade.

Por tanto, sentimos muito em avisar a todos os maranhenses, que serão mais quatro anos de taca, de roubalheira, de perseguição e competência. Pois de Flavio Dino não se espere nada, o mesmo já deu prova suficiente, que não tem a mínima competência para continuar a frente do governo.

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.