Além de SP, estados do Norte e Nordeste foram os que mais registraram jornalistas sem diploma

Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) apontam que São Paulo, Sergipe, Rondônia e Acre registraram mais jornalistas sem diploma do que graduados na área. Segundo o MTE, desde o segundo semestre de 2010, 40% dos registros em todo o território nacional foram conferidos a profissionais sem graduação específica em Jornalismo.

Dos 5.506 registros concedidos em São Paulo, 2.853 foram conferidos a profissionais não diplomados, contra 2.653 a jornalistas graduados na área. Sergipe registrou 127 não diplomados contra 61 graduados. Em Rondônia o número foi de 77 contra 18 e no Acre 19 contra 16.

De cada 10 jornalistas registrados, quatro são profissionais sem graduação específica na área, de acordo com dados compreendidos entre 1º julho de 2010 a 29 de junho de 2011, após o MTE ter formalizado normas para o registro de jornalistas com e sem graduação na área. Veja a tabela abaixo:
Tecnologia do Blogger.