15 de dezembro de 2015

Operação sem cabimento da PF na casa de Cunha pode ter o dedo do (PT).

A operação midiática, feita pela policia federal agora cedo dia (15), na residência do presidente da câmara dos deputados Eduardo Cunha do (PMDB), pode ter o dedo do governo, especificamente do ministro da justiça Jose Eduardo Cardoso.

Embora tenha sido denunciado pela procuradoria geral da republica, que tem se mostrado um suposto braço do governo corrupto e imoral do PT, Eduardo Cunha não tem nenhuma condenação, e ainda estar sendo investigado.

Tudo leva a crer, que essa operação midiática supostamente arquitetada pelo ministro da justiça, e acatada pela procuradoria geral da republica, não passa de uma espécie de vingança, devido o fato de Cunha levar a frente o pedido de afastamento de Dilma Rouseff.

Que Cunha tem seus defeitos todos é sabedores, e quem não tem que atire a primeira pedra, mais nesse momento, o deputado presta um relevante serviço à nação, ao enfrentar uma rede de mafiosos, liderada pelo chefe maior Luiz Inácio Lula da Silva.

Outra grande consciência desta operação sem cabimento é o fato da mesma se concentrar apenas em pessoas ligadas ao (PMDB), partido esse que vai ser o fiel da balança na queda de braço pelo impeachemt de Dilma Rouseff, isso não seria uma espécie de vingança contra Temer, e Cunha?

Muito embora algumas lideranças do (PT) esteja presas, devido a assalto aos cofres públicos, é muito pouco, pois são apenas gatos pingados, pois com todas as evidencias de que o ex-presidente Lula, e atual Dilma sabiam e deixavam a roubalheira acontecer, algumas autoridades e órgãos do judiciário trabalham pela blindagem dos verdadeiros responsável pelos crimes, pois em quaisquer pais serio essa máfia não teria vez, e estaria a tempos mofando na cadeia, e devolveria todos os recursos roubados da nação.

Caso se confirme uma possível armação da quadrilha do (PT), pode se dizer que o governo mais uma vez deu um “tiro no próprio pé”, e atiçou ainda mais a ira e a revolta dentro do (PMDB), fortalecendo assim a legenda e a unidade entre os membros, e o próprio vice presidente da republica Michel Temer.
--- ---