COMPRE DIRETO DA CHINA SEM INTERMEDIARIO

2 de maio de 2017

Instalação de grandes empresas e início da fase de Laminação da Aciaria devem socorrer a economia de Açailândia

A esperança de “bons ventos” veio pelo secretário de Indústria e Comércio do estado, Simplício Araújo, que acredita que tais ações amenizarão a crise econômica vivida no município nos últimos anos.

Estacionada em uma crise de grandes proporções, devido a uma crise nacional e estadual, associada ainda com a crise do setor de siderurgia, a cidade de Açailândia vem nos últimos anos acumulando baixas em suas arrecadações, diminuição em investimentos essenciais e também vendo o aumento do desemprego do seu povo.


Diante desse quadro incerto, na última sexta-feira, 21, esteve em Açailândia juntamente com a “Caravana Governo de Todos”, o secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo.
O secretário foi recebido pelo prefeito de Açailândia, Juscelino Oliveira, em seu gabinete, além de secretários municipais, vereadores e imprensa, a fim de debater sobre as demandas do município e anunciar novos investimentos que serão realizados na cidade de Açailândia.

Economia e Aciaria
Simplício iniciou suas palavras falando do atual momento vivido em Açailândia, com a necessidade de uma mudança econômica criativa, e expansão das atividades produtivas da cidade, para retomada do crescimento e geração de emprego e renda.
“A economia de Açailândia esta mudando e requer que tenhamos muita cautela e que se prepare para uma nova matriz não apenas no segmento do minério, mas em tudo. Estamos diante de uma retomada de crescimento que vai precisar de muita criatividade e muita atenção para as oportunidades que vão surgir”, destacou.

Araújo explicou que o Governo do Maranhão tem tido sempre uma preocupação com Açailândia, devido sua importância econômica para o estado. “Mesmo com todas as perdas que Açailândia teve e com os postos de trabalho que foram fechados, o PIB (Produto Interno Bruto) de Açailândia ainda é fundamental para o Maranhão, pois agrega um valor muito importante com a entrada pra valer da fabricação de tarugo e agora da laminação, e isso vai trazer pontos importantes para nosso PIB, somando com a produção de soja e milho que volta a crescer a partir desse ano”.
Sobre a Aciaria, o secretário de Indústria afirmou que o governo tem acompanhado de perto as negociações entre a empresa e o Banco do Nordeste, e auxiliado no possível para que tão logo a Aciaria inicie o processo de laminação, e assim, gere emprego à população e divisas para o estado e município ainda neste ano.
“Não dava pra ser do jeito que o grupo Ferroeste queria, assim também como não dava pra ser do jeito que o BNB queria, mas ambos cederam um pouco e vamos sim resolver. Tenho acompanhado todo o processo e creio que a laminação da Aciaria começa a funcionar experimentalmente até o segundo semestre desse ano”, afirmou.
Piracanjuba deverá ser instalada definitivamente em Açailândia
Em dezembro no ano passado, o governo do estado anunciou que a primeira fábrica da Piracanjuba do Norte/Nordeste seria instalada em terras maranhenses. O Laticínio Bela Vista, que está entre as cinco maiores indústrias de laticínios do Brasil e é detentora da marca Piracanjuba, estaria em fase final de negociação para iniciar a instalação no Maranhão.
“Então o primeiro passo é a adaptação da Piracanjuba na estrutura da Antiga Palate. E o passo dois é instalação definitiva na cidade de Açailândia, isso com muita justiça, pois Açailândia é a maior bacia leiteira do estado do Maranhão. Estamos esperando iniciar as operações e vamos trazer para a cidade de Açailândia essa unidade. Isso já está praticamente certo”, enfatizou Simplício.
Atualmente o Brasil é o 4° maior produtor de leite do mundo, e o Maranhão é o 16° maior produtor do país (4° do Nordeste), sendo o município de Açailândia o maior produtor de leite do estado. Assim, a instalação da Piracanjuba além de gerar centenas de empregos diretos e outras centenas indiretamente, movimentaria toda cadeia produtiva do leite na cidade e na região.
Empresa Chilena deve gerar 500 empregos diretos no município
Mais uma novidade anunciada pelo secretário de Estado de Indústria e Comércio, foi à instalação da empresa Chilena “Melhoramentos CMCP” para o Maranhão e possivelmente para o município de Açailândia.
A empresa é uma das maiores produtoras de celulose e papel da América Latina, e é também produtora de papéis tissue (que vão desde papel higiênico a toalhas de cozinha) e fraldas descartáveis, para atender à demanda doméstica crescente. A organização havia anunciado recentemente investimento no Brasil para os próximos 5 anos no valor de 1 bilhão de reais.
“A lei de incentivo fiscal do governo, que tanto o governo apanhou, está permitindo trazer este grande empreendimento ao Maranhão, que também virá para o município de Açailândia por causa da à proximidade com a Suzano, que fornece matéria prima”, garantiu.
Segundo informou Araújo, já virá um Centro de Distribuição da empresa à cidade, com o empenho do secretário municipal de Indústria, Cleones Matos, que conseguiu um galpão para a instalação da empresa, espaço esse que já foi inclusive aprovado pela “Melhoramentos CMCP”.
Simplício encerrou suas palavras frisando que a instalação de ambas empresas serão responsáveis pela criação de diversas vagas de trabalho. “Com a Piracanjuba acredito que teremos cerca de 250 empregos diretos, isso para os próximos 2 ou 3 anos. Com a fábrica da Melhoramentos CMCP, iremos gerar no mínimo 500 empregos diretos, e isso já vai começar ainda esse ano. Então as perspectivas para a cidade de Açailândia, mesmo em meio à crise, são muito boas”, finalizou.
Izaias Cézar.

--- ---

COMPRE DIRETO DA CHINA SEM INTERMEDIARIO