Insensível, Flavio Dino foi incapaz de emitir uma simples nota contra a violência sofrida por Bolsonaro. Talvez tenha aplaudido.

Insensível como ser humano, talvez seja apenas quando o momento lhe convém, o governador Flávio Dino age com dois pesos e duas medidas. Com certeza, se o ato de violência recente tivesse acontecido contra o chefe da Organização Criminosa que Dino defende, o mesmo já teria ido às redes sociais, defendendo com "unhas e dentes" o marginal de nove dedos. 

A violência contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro, feita por um esquerdista ex-filiado ao (PSOL), não foi suficiente para o comunista Flávio Dino, ou seu grupo politico, ao menos emitir uma simples nota de repúdio. Talvez Dino, como fez milhões de esquerdistas, tenha até amado esse ataque brutal e covarde contra o candidato das famílias Brasileiras. Que por sinal, é contra todo tipo de imoralidade que a esquerda apoia.

No momento em que a imoralidade seja politica, financeira, ou moral tomou de conta do Brasil, no momento em que uma Organização Criminosa sucateou o Brasil, desviando recursos públicos, e ainda assim, o chefe Maior da organização liderada por Lula na maior cara de pau, ainda queria sair candidato a presidência, tentando passar seu rolo compressor por cima de tudo e de todos, mentindo, atropelando as leis sancionadas por ele mesmo, é imprescindível que a população aja com maturidade, fazendo o choque de gestão, e tentar uma nova esperança, elegendo Jair Bolsonaro como presidente. Do contrario, estamos condenados a ser transformado numa Cuba, numa Bolívia, e o que é pior, numa Venezuela.
Tecnologia do Blogger.