14 de dezembro de 2016

José Reinaldo e o Senado Federal

Nada mais justo do que José Reinaldo receber uma espécie de homenagem dos maranhenses através de um mandato de senador da República.

O ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) já admitiu, em entrevista ao blog do Robert Lobato, que sempre quis encerrar a sua carreira política no Senado: “não posso esconder”, disse em julho de 2015 (rejeva).

Quando tomou a dura e histórica decisão de romper com o ex-presidente José Sarney em pleno exercício do mandato de governador lá pelos idos de 2005, resolveu também abrir mão de uma eleição certa para senador porque não podia se afastar do governo e deixar o então vice-governador Jura Filho no comando do Palácio dos Leões, já que preferiu se manter aliado ao grupo Sarney.
A partir do rompimento e ato contínuo a eleição de Jackson Lago do governo do Maranhão, José Reinaldo comeu o pão que o diabo amaçou e até uma prisão pela Polícia Federal o ex-governador teve que enfrentar.
De lá pra cá muita coisa mudou. Nem mesmo o Jackson está entre nós. Morreu levando com consigo a marca de uma imensa injustiça que sofreu ao ser apeado de um mandato recebido legitimamente pelo povo maranhense. E José Reinaldo atualmente exerce o mandato de deputado federal.
Ocorre, que entre os pretendentes ao cargo de senador da República pelo Maranhão colocados até aqui, certamente o ex-governador José Reinaldo é o que possui maior capilaridade no estado, respeito da classe da política e experiência acumulada ao longo dos anos mediante a todos os cargos públicos que já exerceu tanto no plano estadual quanto no federal, inclusive o de ministro de Estado.
Como serão duas vagas para senador na eleição de 2018, nada mais justo do que José Reinaldo receber uma espécie de homenagem dos maranhenses através de um mandato de senador da República.
Blog do Robert Lobato defende essa ideia com muita tranquilidade até porque sempre teve uma postura crítica a algumas posturas que considera equivocadas do ex-governador.
Contudo, isso não impede reconhecer a estatura política do José Reinaldo Tavares que o faz o nome mais, digamos, apropriado para representar o povo do nosso estado no Senado Federal a partir de fevereiro de 2019. Podem haver até outros nomes tão quanto, mas não mais apropriado do que o dele.
Trata-se de uma questão de dar a Zé Reinaldo o que é de Zé Reinaldo.
É a opinião do Blog do Robert Lobato.
--- ---