10 de fevereiro de 2017

INSATISFAÇÃO; 'BRASILEIRO NÃO SUPORTA MAIS CORRUPÇÃO E DEVE VOLTAR ÀS RUAS', DIZ CAIADO

SEGUNDO O SENADOR EXISTE UMA DESCRENÇA COM OS GOVERNANTES
CAIADO RESSALTOU AINDA QUE A SOCIEDADE ESTÁ DE OLHO EM TODOS OS PODERES. "A CLASSE POLÍTICA ESTÁ DESGASTADA, CONTAMINADA"

Líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado, sugeriu durante uma palestra na sede da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que a população voltasse às ruas novamente em resposta ao cenário político atual. "Práticas do governo do PT estão sendo repetidas. O brasileiro não suporta mais corrupção, aumento de carga tributária e inchaço do Estado. O Brasil está atento a um governo que é provisório", disse o senador na tarde desta quinta-feira (9).

Caiado ressaltou ainda que a sociedade está de olho em todos os poderes. "A classe política está desgastada, contaminada, existe uma descrença com os governantes. Mas não há nenhum poder que possa apontar o dedo para o outro. Chegou a esse ponto de deterioração. É um processo de deterioração moral muito pior que a crise", disse.
Reformas
O senador Ronaldo Caiado afirmou durante a palestra que é preciso discutir as reformas da Previdência e Trabalhista. "A capacidade de viver mais é uma realidade. Previdência é uma coisa, assistência social é outra. Previdência você paga para receber. Queremos avançar nessa discussão até o final de 2017", disse.
Sobre a reforma trabalhista, Caiado disse que existe um passivo enorme. E que com isso cresce a quantidade de empresas no Paraguai que pagam 1% de imposto sobre o bruto, sem poder comercializar internamente, mas sem amarras nem dificuldades a patrões e empregados. "Por que a obrigatoriedade de repassar um dia de trabalho a sindicatos? R$ 3 bilhões de movimentação e ninguém fiscaliza", disse.
--- ---