Bandido morto por mãe-heroína, e que grande parte dos comunistas o defendem, tinha matado e queimado idoso ainda vivo

O bandido Elivelton Neves Moreira, de 20 anos, que foi morto por uma policial de folga após sacar uma arma em frente a uma escola particular em Suzano (SP), foi apontado como líder da quadrilha que roubou, matou e queimou o aposentado Renato Brígido, de 58 anos, segundo a polícia.
Em 2017, o aposentado ficou desaparecido por quase 20 dias até o corpo ser encontrado em Poá. O corpo do idoso foi encontrado queimado, após o carro dele ter sido roubado.
O suspeito deste crime foi morto no sábado (12) depois de, armado, abordar mães na frente da escola, no bairro Cidade Cruzeiro do Sul.
Segundo a PM, a policial Kátia da Silva Sastre viu a movimentação e ouviu uma mãe dizendo que era assalto.
Neste momento, ela foi se aproximando, sacou a arma e disparou três vezes contra o suspeito, que morreu no hospital. Uma câmera de monitoramento da escola gravou a ação (assista abaixo).
Fonte:news365.com.br
Tecnologia do Blogger.