30 de março de 2017

Etanol de batata-doce é destaque durante o I Fórum de Agricultura e Pecuária de Açailândia.


O projeto desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Tocantins na pessoa do Dr. Márcio Silveira ex-reitor da (UFT), e Aldo Marcos da Silva, da Aldo Biodiesel, denominado Etanol social da Amazônia, foi destaque durante a abertura do I Fórum de Agricultura e Pecuária de Açailândia. Na oportunidade, a população pode conhecer de perto o como funciona a usina Flex de Etanol, que usa batata-doce ou milho como matéria prima.

Além da batata-doce, e do milho, a usina pode ser configurada para produzir biodiesel usando sebo animal. E todo subproduto gerado da produção de etanol, é reaproveitado na fabricação de ração para gado, suíno, frango, e peixes. Diferente da cana de açúcar, a massa pastosa gerada pôs produção, tem alto poder de proteína, e é ecologicamente correta, pois não agride o meio ambiente.

Atendendo convite do prefeito de Açailândia, bem como do secretario de agricultura Oscar Fernando, e do secretario de indústria e comercio Clones Matos, o pesquisador Aldo Marcos da Silva, proferiu uma palestra bem explicativa durante a abertura do evento, que lotou o auditório da Faculdade Vale do Aço (FAVALE).

O prefeito de Açailândia Juscelino Oliveira, que já havia solicitado um estudo de viabilidade econômica, para analisar a possibilidade real de implantar o projeto Etanol Social em Açailândia, se mostrou satisfeito com o resultado.  O mesmo informou ao pesquisador Aldo Marcos da Silva, que; “que vai fazer o que estiver ao seu alcance, para que se implante esse empreendimento em Açailândia”. Informou o gestor.

O etanol social da Amazônia é hoje uma das alternativas de geração emprego e renda no campo, onde as prefeituras podem implantar, com a intenção de ajudar e fortalecer a agricultura familiar. Além disso, pequenos, médios, e grandes agricultores, também podem investir sem medo nessa área, pois os lucros são garantidos, e a venda é certa para as distribuidoras de combustíveis. Disse Aldo Marcos da Silva ao Blog Açailândia de Fato.

Segundo ainda o pesquisador, “esse tipo de empreendimento é também uma ótima opção para pequenos, médios, ou grandes produtores, ou mesmo grupos empresariais, que detenha áreas para plantação, e queira investir em um negocio seguro que é a Usina Flex, pois o mercado é garantido, já que tanto a Petrobrás, bem como as distribuidoras de combustíveis compra toda produção”. Disse Aldo Marcos.

Durante sua visita ao município de Açailândia, o pesquisador Aldo Marcos da Silva conheceu o assentamento Nova Vitória, onde ficou impressionado com os campos de produção de soja e milho existente no município. Na oportunidade, o mesmo conheceu os campos de um grande produtor Açailândense, e esse produtor se mostrou interessado no projeto da usina flex de Etanol.

O pesquisador Aldo Marcos da Silva convidou o prefeito de Açailândia Juscelino Oliveira, bem como os secretários de indústria e comercio Cleones Matos, o secretario de agricultura Oscar Fernandes, e produtor rural Gideval Café para conhecer de perto os empreendimentos em funcionamento no estado do Mato Grosso. Vale lembrar, que o convite estar franqueado a todos que tenha interesse em conhecer. Informou Aldo.

Veja abaixo o que a midia nacional fala do etanol de batata-doce.