Nasce em Açailândia a primeira cooperativa de energias renováveis do Maranhão

26 pessoas entre empresários e profissionais liberais, sendo 22 de Açailândia, um de Imperatriz, um de São Luis do Maranhão,  e dois de Cidelândia, se reuniram para fundar a Cooperativa de Energias Renováveis do Maranhão (COOERMA).

Com apoio da Prefeitura de Açailândia, da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Secretaria de Indústria e Comercio e Turismo de Açailândia (SINCONTUR) Confederação Alemã das Cooperativas (DGRV), SEABRAE, SICOOB, e ACIA, aconteceu na noite da ultima sexta-feira (5) Abril, as 20:00 horas, na sala de reunião do Centro Empresarial de Açailândia (CEA), a fundação da 1ª Cooperativa de Energias Renováveis do Maranhão.
  
Metas da COOERMA
  
A nova entidade, que nasceu da união de 26 cooperados, tem como meta, promover e incentivar o desenvolvimento sustentável, sem impactar o meio ambiente, gerando energia limpa através da energia solar fotovoltaica, ou mesmo através de outras fontes, como biomassas, hídrica, dentre outras que não agrida o meio ambiente.
  
Investimentos

Será investido com recursos próprios oriundo dos cooperados da COOERMA, cerca de R$ 1.5 milhão de reais, para implantar a usina solar com a potencia instalada de 500.28 KWP, obtidas através da geração de 1516 painéis solares de 330W, que pode gerar cerca de 60.533.88 kWh Mês. Após a usina entrar em operação, outra etapa de expansão poderá ser construída para agregar cooperados pessoas jurídicas. Os recursos poderão ser obtidos através de financiamento individual, ou financiados através da própria cooperativa.
  
Conselho de administração

O Conselho de administração da COOERMA terá um mandato de 04 (quatro) anos, e ficou assim definido.
  
01-Presidente: Nilton Sezar Ferreira Barros

02-Vice-Presidente: Heliomar Laurindo

03-Diretor Técnico: Fernando Martins Queiroz

04- 1º Secretário: Cleones Oliveira Matos

05- Secretario: Antônio Carlos Costa Moraes  

06- Diretora de comunicação: Marly Alves Costa

07-2º Secretário: Sandro Rogério

08-Tesoureiro: Ècio Gastón

09-2º Tesoureiro: Daniel Siqueira Feitosa

10-Conselho fiscal: Djalma Souza Chaves

11-Conselho Fiscal:Antonio Gonçalves Silva Filho

10-Conselho Fiscal: Daniel Nunes Teixeira

11-Suplente Conselho Fiscal: Glenio Viana dos Santos

12-Suplente Conselho Fiscal: Itamar Fernandes

13-Suplente Conselho Fiscal: Luis Moreira Rocha

Cessão do terreno pela prefeitura
Após o registro da cooperativa de Energias Renováveis do Maranhão (COOERMA) junto à secretaria da receita federal e na junta comercial do estado do Maranhão, o que ocorrerá já a partir de segunda-feira 08/04/2019. Depois da obtenção do CNPJ,  o prefeito Juscelino Oliveira irá fazer a cessão do terreno para entidade, para isso, o gestor já encarregou o secretario de Regularização Fundiária. Levilson Oliveira Lima para resolver  essa demanda.

Área de abrangência
A COOERMA tem abrangência em todo território maranhense, o que significa dizer, que o cooperado pode gerar sua energia apartir da usina de Açailândia, e abater seus creditos em qualquer unidade consumidora (UC), em qualquer município do estado do Maranhão. Desde que esteja cadastrado no mesmo CPF ou CNPJ da mesma titularidade junto a CEMAR.

Outras atribuições da COOERMA
Alem da geração de energia própria, no futuro a COOERMA poderá oferecer a seus cooperados, serviços de INTERNET BANDA LARGA, TV A CABO, monitoramento de Alarmes, e outras infinidades de serviços. Já que uma cooperativa não visa lucro, os cooperados podem obter tais serviços com uma margem de desconto bastante satisfatórias.

Opinião da OCB

O analista de gerência técnica da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Marco Olívio Morato de Oliveira, acredita que essa iniciativa de se criar cooperativas para geração de energia renovável será uma tendência em todo o país, mesmo porque já existem demandas em vários estados, que querem conhecer melhor a implantação desse sistema. O Maranhão, por exemplo, é um excelente local para se montar uma cooperativa de energia renovável. E Açailândia sai na frente, por ser o primeiro município do estado a implantar esse tipo de empreendimento. Comentou Marco Morato.

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.