A Sparta Corporate Solutions celebra o Dia Internacional da Mulher

Cinthya Costa: vice-presidente da Sparta Corporate Solutions

A força da representatividade feminina em novos espaços tem contribuído para quebrar os estereótipos de gênero para profissões tidas  como exclusivamente masculinas ou femininas.  A empresária Cinthya Costa reúne no currículo profissões que atua com muita dedicação: é professora, advogada, contadora e vice-presidente da Sparta Corporate Solutions, uma das maiores empresas de consultoria de segurança neste segmento. Maranhense, Cinthya Costa, mãe de dois filhos, fala sobre conquistas e importância do gênero feminino, no dia 8 de março, Dia Internacional Mulher.

1) Em primeiro lugar, gostaria de saber como é ser uma mulher empresária? 

R)  Entendo a sua pergunta, mas estendo para todas as mulheres trabalhadoras. Estar no mercado de trabalho, não é tarefa fácil. Ainda vivemos num mundo dominado pelos homens e, em sua maioria, muito machista no sentido de se sentir superior às mulheres. Neste cenário, temos que respirar fundo e partir para luta diária, vencendo obstáculos extras, reinventando nossas estratégias de colocação e conquista no trabalho.

2) A Sra. disse reinventar, o que significa isto exatamente? 

R) Os desafios para termos que mostrar e marcar a nossa presença no mercado são sempre pautados na desconfiança de que a qualquer momento vamos dar uma " barbeirada". É aquela coisa do tipo que um motorista sofre uma fechada e diz: "deve ser uma mulher ao volante". Com um quadro social deste, reinventar significa pegar as experiências de ontem e aplicá-las na realidade de hoje, de maneira criativa e diferenciada.

3) E existe espaço para casa? Ou seja, dá para cuidar das tarefas cotidianas de um lar. 

R) É preciso constatar que um lar não é apenas chão, parede, teto e móveis. São principalmente pessoas. Assim, gosto de cuidar dos meus filhos, tratando de educá-los da melhor forma possível. A educação formal prepara as pessoas para o trabalho. A educação "de casa” prepara as crianças para o mundo e o convívio civilizado entre as pessoas. Fora isso, o resto tiro de letra que é a organização dos serviços domésticos. 

4) E a presença do marido neste contexto que você acabou de responder? 

R) A ideia de marido é relativa. Por exemplo, no cenário que citei e vivo,  além de marido, tenho um amigo e companheiro. Sem isto não funciona. A participação de todos é que forma uma família fortalecida e mergulhada no respeito entre seus membros.  Não existe mágica para isto. É preciso uma renovação de compromisso ético diário. O trabalho é duro porque envolve diferenças. A recompensa é que tudo isso funciona como  oxigênio para o amor e a cumplicidade no melhor sentido da palavra.

5) O que você falaria para as mulheres neste dia? 

R) Conselho é uma porta estreita para a experiência e o diálogo. Assim, prefiro afirmar que nada é fácil na vida. Para as mulheres, o fato de ser mulher é um item a mais que nos obstaculizam no espaço social e, muitas vezes, pessoal. Manter a cabeça erguida, não tolerar piadinhas preconceituosas ou qualquer tipo de violência não é só uma questão de honra individual, mas uma obrigação para mantermos a própria sobrevivência. Delicadeza e respeito conosco não é uma concessão dos outros, é uma exigência nossa.  No mais, todas elas conhecem bem a maravilha, a grandeza e a delícia de ser mulher.

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.