Shell investirá R$ 7 bi em energia solar em Minas Gerais

 


Petroleira assinou acordo para construção de cinco usinas fotovoltaicas no estado brasileiro.

Shell Energy Brasil, subsidiária da Shell focada em opções de energia renovável e sustentável, e o Governo de Minas Gerais assinaram, nesta segunda-feira (30), um protocolo de intenções que prevê investimentos de R$ 7 bilhões em energia solar no Estado. 

O acordo firmado entre as partes prevê estudos para instalação de cinco usinas solares nas cidades de Corinto, na região central, Arinos e Brasilândia de Minas, na região noroeste, e Janaúba e Várzea da Palma, no norte do Estado. 

Quando todas as usinas solares estiverem construídas, os complexos poderão gerar até 2,1 GW – o suficiente para abastecer uma cidade de até dois milhões de habitantes. As obras devem começar a partir de janeiro de 2023, com o primeiro complexo previsto para entrar em operação dois anos depois, em janeiro de 2025.

Desde o ano passado, a Shell vem anunciando ações em prol das energias renováveis, sobretudo com planos para instalação de usinas solares no Brasil. 

Em fevereiro, a empresa firmou com a mineradora Gerdau um acordo para a formação de uma joint-venture para desenvolvimento, construção e operação de um novo parque solar no Estado de Minas Gerais, a ser construído em 2023. 

A petroleira também será a empresa responsável por iniciar a operacionalização da primeira planta de hidrogênio verde do país, com uma usina piloto no Porto do Açu, no Rio de Janeiro. Espera-se que o empreendimento fique pronto em 2025, com capacidade inicial de 10 MW, podendo chegar a 100 MW.

Isenção 

Em novembro de 2021, o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio do Ministério da Fazenda, também concedeu isenção de ICMS nas operações de importação de equipamentos e componentes para geração de energia solar e eólica.

A medida garante aos projetos instalados no território mineiro o acesso a bons fornecedores de componentes, além dos já existentes no estado, melhorando a competitividade nesse mercado. A isenção fiscal abrange também a própria produção de energia.

Fonte: canalsolar.com.br

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.