O Pacto de Desenvolvimento de Açailândia (PACDA): Uma solução viável para tirar o municipio do atraso

O município de Açailândia tem todas as condições de se tornar um exemplo de desenvolvimento regional e nacional, isso depende apenas da força de vontade da população, e principalmente da própria classe política local. 


Dizem que boas ideias devem ser copiadas sim, e porque não? Veja o que era Paragominas antes e depois que foi estabelecido um pacto de desenvolvimento intitulado de desmatamento zero, pacto esse feito entre a sociedade organizada e a classe política. 

Nesse momento que se aproxima uma nova eleição, as entidades de classes, empresários, vereadores, pretensos pré-candidatos a prefeitos se quisessem, firmaria um pacto municipal de desenvolvimento, para tirar o município do atraso. E assim, renascer um novo modelo de gestão onde todos sairia ganhando. 

Esse é o momento dos políticos e a sociedade deixarem as disputas políticas individuais de lado, e unir forças em só proposito, que é o de transformar o município de Açailândia na potência de desenvolvimento que o município sempre mereceu está. 

Para que isso se torne uma realidade, em primeiro lugar a própria população teria que se unir, criar uma espécie de pacto de desenvolvimento municipal, e convidar toda classe política que realmente tiver interesse em se unir em um só proposito. Ou seja, pelo desenvolvimento do município de Açailândia. 

O Pacto de Desenvolvimento de Açailândia (PACDA) definiria junto a sociedade organizada, vereadores, empresários, pré-candidatos a prefeitos, as diretrizes e serem desenvolvidas, incluindo para isso a escolha de um nome único como candidato a prefeito, através de pesquisa de intenção de votos, o que geraria uma economia grande no tocante a gastos absurdos com disputas eleitorais que são muito caras, e no final inviabiliza a maioria das administrações, que ficam reféns de seus financiadores. 

Só entraria nesse PACTO, aqueles políticos que realmente tivesse interesse, e que assim como a maioria da população, sonha com uma Açailândia livre da corrupção. Nesse pacto, todos teriam vez e voz, e participaria direto ou indiretamente da administração. 

Caso alguém tenha esse entendimento, e queria levar essa ideia a frente, ainda dá tempo de unir forças em busca desse objetivo comum.

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.