Estudantes do Maranhão mostram a importância da escola como espaço de transformação social e são finalistas no Desafio Criativos da Escola

Unidos, alunos mostram a importância de abrir os muros da escola para a comunidade e se juntam para dar fim à violência local.

Em 2016, a cidade de São Luís (MA) ganhou destaque nos noticiários em virtude da onda de violência que assolou o sistema penitenciário local. O estado, inclusive, figura entre os cinco mais violentos da região Nordeste, com uma taxa de homicídios superior a 220 casos no primeiro bimestre de 2019. Os altos índices de violência da cidade, especialmente nas periferias, impactavam a comunidade escolar do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). Após um aluno ter sofrido uma grave ameaça em frente à escola, estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio se mobilizaram para mostrar a importância do instituto para o bairro. Nascia o projeto "Escola pra quê?", um dos finalistas na 5ª Edição do Desafio Criativos da Escola, de 2019.

Para evitar que situações de violência se repetissem no entorno escolar e para que todos nutrissem um sentimento de pertencimento sobre a escola, os alunos se organizaram para realizar um trabalho de escuta interna e, também, com lideranças comunitárias e comerciantes. Durante esse processo, perceberam que promover o diálogo seria fundamental para que os moradores valorizassem a importância da escola como espaço de transformação. Então, para sensibilizar os atuais estudantes e os futuros, os jovens criaram um intercâmbio juvenil batizado de "Amei conhecer minha futura escola", que propôs a realização de atividades extracurriculares abertas à comunidade como cursos de robótica, de informática, de reforço escolar, de inglês e também com doação de alimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade social.

Como resultado, a comunidade passou a estar mais presente na instituição. Um dos exemplos é o crescimento de estudantes do IEMA que moram na região, passando de 25% em 2018 pra 75% em 2019. Além disso, não houve mais registros de casos de violência em áreas próximas ao Instituto. Atualmente, as oficinas seguem ativas, sempre aos finais de semana, e dois estudantes receberam uma bolsa se estudos da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA) para a realização de um projeto de pesquisa científica.

MeuAlunoMeEnsinou
No mês de outubro o Criativos da Escola lançou a campanha #MeuAlunoMeEnsinou , com o objetivo de disseminar histórias de aprendizados que educadores já tiveram com seus alunos. Em novembro, os sete grupos premiados no Desafio Criativos da Escola 2019 vão para Roma, na Conferência Eu Posso, onde encontrarão mais de 2 mil estudantes de todo o mundo que também estão transformando suas realidades.

Sobre o Instituto Alana
O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que aposta em programas que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão "honrar a criança".
Informações para a imprensa
2PRÓ Comunicação
alana@2pro.com.br
Tels. (11) 3030.9401 / 9464 / 9404

Outubro / 2019

Nenhum comentário

SEJA BEM VINDO, PARTICIPEM E COMENTE A VONTADE

Tecnologia do Blogger.